Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Tag: pc

Não é pessoal

Jun 12 06

Escrito por Luis Nabais @ 06/06/12 2:06 | 1 Comentário »

Don't Take It Personaly, Babe, It Just Ain't Your Story - Main Menu

Main Menu

Não é todos os dias que um jogo consegue a proeza de subtilmente me levar a acreditar em algo que pode não ser necessariamente verdade ou de me fazer olhar para trás e pensar que as acções que tomei fazem de mim um monstro. Mas é certamente ainda mais invulgar quando um “jogo” me faz ter estes sentimentos apesar de ser basicamente um livro interactivo sem grandes possibilidades de eu, jogador, influenciar as acções de alguém que não sou eu: o personagem principal.

Don’t Take It Personaly, Babe, It Just Ain’t Your Story é outra das historias interactivas da mente brilhante de Christine Love, a pessoa por trás de Digital: A Love Story e mais recentemente Analogue: A Hate Story.

AVISO: Antes de mais nada vou já deixar claro que, ao contrario do que é habitual, não consegui mesmo arranjar forma de escrever esta entrada sem desvendar partes importantes da historia do “jogo” e, considerando que a historia em si é o jogo, torna-se extremamente importante deixar este facto bem claro.

Continuar a ler esta entrada >>

O meu top de jogos 2011

Dez 11 27

Escrito por Luis Nabais @ 27/12/11 22:12 | 2 Comentários »

Agora que estamos na ultima semana do ano e que as promoções natalícias estão aí a dar-nos cabo da carteira achei que seria uma boa altura para olhar para trás e escolher aqueles que foram os jogos que mais gosto me deram jogar e que saíram este ano.

Infelizmente não me foi possível jogar tudo o que queria este ano e de foram tiveram de ficar candidatos inquestionáveis como Deus Ex, Uncharted 3 ou Skyrim mas o tempo e o dinheiro são finitos infelizmente e há que fazer a festa com o que se tem.

Tirando esse pequeno problema vamos lá ver a lista que mesmo assim não deixa de ser relativamente catita (na minha modesta opinião).

Continuar a ler esta entrada >>

Tempo de Vida

Set 11 26

Escrito por Luis Nabais @ 26/09/11 10:09 | 2 Comentários »

Ás vezes as coisas chatas da vida vêm todas ao mesmo tempo.

O meu portátil que já vai em 4 anos e meio começa a mostrar que o seu processador de 1,6GHz e os seus 2gb de RAM (o máximo que o chipset dá) não está por vezes à altura do que lhe peço. Se juntarmos a isso a anémica Intel GMA950 com 32MB de RAM e a igualmente anémica bateria com pouco mais de uma hora de autonomia ficamos com um aparelho que serve o seu propósito de forma cada vez menos aceitável.

Depois temos o PC de casa cujo CPU Core 2 Duo a 2.66GHz começa a mostrar a sua idade também.

Continuando por casa temos também o monitor TFT de 15 polegadas com uns 8 anos que me serve de televisão e que já não tem assim grande definição. A isso junta-se a porcaria da caixa de TV cuja entrada VGA já está pelas ruas da amargura deixando-me a ver o que vem do PC em tons de amarelo (fora a chuva gigantesca dos canais de TV).

Como se não bastasse isto tudo as minhas colunas andam a fazer barulhos (interferência de alguma coisa) pelo que tenho de as desligar de tempos a tempos e o meu telemóvel, um HTC Tattoo com 2 anos, começa a também ele a não estar à altura do que lhe é pedido (se é que alguma vez esteve).

Junta-se a isto o meu Router que apesar de muito tempo de fiel serviço se tem demonstrado incapaz de ir acima dos 28mbps por falta de processador (o contrato é de 30mbps btw) e o meu leitor de MP3 cujo ecrã por vezes decide cintilar tipo pirilampo ou faz desaparecer faixas com nomes que não gosta.

No fundo o que se passou é que todos estes aparelhos estão basicamente a atingir o seu fim de vida e com a crise, o aumento dos impostos e tudo o mais não tenho grandes perspectivas de os substituir em breve.

Resta-me no entanto o conhecimento de que no fundo tudo isto é uma anedota comparando com os demais problemas do mundo pelo que mais vale um leitor de MP3 meio avariado na mão do que 2 a voar.

A lista

Set 11 01

Escrito por Luis Nabais @ 01/09/11 17:09 | 3 Comentários »

Quem me conhece sabe certamente que gosto de jogos. Já não sou um viciadão dos FPS online como fui em tempos e MMOs não me convencem mas no que toca a experiências single-player estou lá batido e com o advento da Amazon e outras lojas online com preços altamente competitivos nunca foi tão bom ser gamer.

Há uns tempos o Hugo Cardoso decidiu fazer a sua “Queue” (ou lista) de jogos que ainda tempo por jogar e eu aproveitei fazer o mesmo ao saber disso via twitter. É assustador, vejam por vocês mesmos:

A Lista de Jogos

A Lista de Jogos

E isto não é tudo, faltam os que tão no Steam e outros serviços digitais como o Recettear, o Tales of Vesperia ou o GTA: Tales of Liberty City. Yhep, acho que estou safo por uns tempos (especialmente considerando a quantidade de RPGs ali no meio).

Continuar a ler esta entrada >>

O meu top de jogos de 2010

Jan 11 02

Escrito por Luis Nabais @ 02/01/11 20:01 | 4 Comentários »

O ano de 2011 está já a dar-nos as boas vindas com o ano de 2010 de botas arrumadas portanto chegou a hora de olhar para trás e rever o que de bom e de mau tivemos neste ultimo ano.

Chegou então a hora de ver os jogos que eu pessoalmente mais gostei de jogar durante o ultimo ano da primeira década do século XXI. Notem que isto são só os jogos que eu gostei mais de jogar e como infelizmente a carteira tem limites não está de todo completa. Fable 3, Rock Band 3, God of War 3, tantos são os jogos de 2010 que por falta de oportunidade não me foi possível desfrutar em tempo útil. Realmente nunca foi tão bom ser gamer.

Mas vamos à minha lista que mesmo com todas as falhas ainda tem alguma substância:

Continuar a ler esta entrada >>

Outono de sonho/pesadelo

Dez 10 12

Escrito por Luis Nabais @ 12/12/10 15:12 | 3 Comentários »

Mass Effect 3

Mass Effect 3

Mass Effect 3 (PC/360/PS3), Skyrim: The Elder Scrolls V (PC/360/PS3), Uncharted 3 (PS3) e ainda Forza 4 (360) a espreitar na mesma altura: o Outono de 2011 prepara-se para fazer cair um autentico castigo divido nas carteiras daqueles que, como eu, gostam de jogar bons jogos.

Ontem na cerimónia dos Video Game Awards foram anunciados estes 4 jogos para Novembro do próximo ano (Forza para o “outono” no entanto) e eu comecei já a sofrer por antecipação não só pela quantidade surpreendente de awesome que se pode encontrar no trailer do Mass Effect 3 como também pelas contas que vou fazendo ao rombo que estes lançamentos vão dar ás minhas economias.

Mass Effect 3 promete uma terra em chamas depois do ataque dos Reapers enquanto que o Elder Scrolls V anuncia o regresso dos dragões ao universo da série. Forza 4 deixa-me apreensivo pois a única certeza acerca do jogo é que vai utilizar o Kinetic de alguma forma (e isso só serve para assustar quem gosta realmente de jogar um “simulador”) e o Uncharted 3 promete seguir as aventuras de Nathan Drake enquanto este se aventura pelas arábias em busca de mais um mítico tesouro perdido (e eu que ainda tenho de jogar os outros 2).

Mas nem só com estes jogos ficou marcada a noite dos VGA 2010 pois Batman: Arkham City (PC/360/PS3) marcou presença com um trailler fantástico que junta Hugo Strange aos já esperados Two-Face e Joker como vilões na sequela daquele que foi possivelmente o melhor jogo de sempre sobre Batman em particular e quiçá até sobre um qualquer super-herói em geral.

Resistence 3 (PS3) marcou também presença com data marcada para Setembro de 2011 e foi anunciada uma sequela a Prototype (PC/360/PS3) para 2012 sem esquecer o anuncio da presença de Kratos no próximo Mortal Kombat (que já era notável por si só ao ainda estar vivo depois da falência da Midway que detinha os direitos).

2011 promete muito para quem gosta de videojogos e eu só espero conseguir ter algum tempo para dedicar a isto já que não podemos esqueçer outros lançamentos planeados para 2011 como LittleBigPlanet 2 (PS3), Valkyria Chronicles 3 (PSP), L.A. Noire (360/PS3) ou Dissidia Duodecim Final Fantasy (PSP) que já por si só vão chupar bastante do meu tempo dedicado ao “vicio”.

E vocês? O que vos entusiasma mais em 2011 no que toca a videojogos?

Para sempre “Forever”

Set 10 03

Escrito por Luis Nabais @ 03/09/10 23:09 | 2 Comentários »

Tinha eu sensivelmente 11 anos quando dois colegas meus, gémeos por sinal, trouxeram para as aulas de “informática” que tínhamos no final do dia no ATL um jogo que marcou a historia dos videojogos. O jogo era o Duke Nukem 3D e realmente tenho de admitir que éramos um bocadinho novos demais para ele. Felizmente isso significou que não apanhei a maioria das piadas até uns anos mais tarde, o que é algo bastante positivo dado o conteúdo para a altura pornográfico deste mítico pedaço de software.

Mas porque é que relembrei esta historia hoje? Pois bem porque hoje, 12 anos depois do seu anuncio inicial em 1998, a eterna anedota o jogo que parecia finalmente morto e enterrado aquando da falência do mítico estúdio responsável pelo Mr. Testosterona desde o inicio dos tempos, a 3D Realms, foi dado como vivo num anuncio pela editora 2K games durante a Penny Arcade Expo.

O jogo está agora a cargo do estúdio Gearbox, famoso por títulos como Brothers in Arms, Half-Life: Oposing Force/Blue Shift ou Borderlands, e tem data marcada para algures durante o próximo ano de 2011. Como podem calcular o estúdio não quer dar uma data concreta dado o assombrado historial deste jogo tantas vezes adiado mas uma coisa é certa: deste vez os jornalistas já conseguiram jogar efectivamente partes do jogo e, como esperado, não é nem de longe o melhor jogo do mundo mas é aparentemente competente e só na versão final se poderá tirar um veredicto final. Porém estamos a falar de um estúdio com bastante mais provas dadas do que o anterior pelo que menos não se podia esperar, só resta saber se o estilo machista e cheio de queijo do Duke continua a fazer sentido nos dias de hoje.

It’s time to kick ass and chew bubble gum, and I’m all out of gum…

Digital: A Love Story

Mar 10 18

Escrito por Luis Nabais @ 18/03/10 0:03 | 4 Comentários »

Digital: A Love StoryJoga-se em menos de meia hora sem exagero e no entanto é uma experiência nostálgica profundamente bem concebida (na minha modesta opinião). Falo de Digital: A Love Story, um pequeno jogo para Windows, Mac e Linux disponibilizado sob uma licença Creative Commons e que conta a historia de uma pessoa (o jogador) que entra numa BBS e descobre uma rapariga com quem se começa a corresponder.

O jogo envolve conspirações, BBSs, modems a ligar e toda uma panóplia de referencias aos primeiros computadores pessoais da década de 80, particularmente aos brilhantes Amiga.

Recomendo vivamente que percam uns minutos da vossa vida para jogar este jogo nem que seja apenas pela nostalgia de ouvir o modem a ligar. 🙂

Link: Digital: A Love Story

pub: