Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Tag: 360

O meu top de jogos 2011

Dez 11 27

Escrito por Luis Nabais @ 27/12/11 22:12 | 2 Comentários »

Agora que estamos na ultima semana do ano e que as promoções natalícias estão aí a dar-nos cabo da carteira achei que seria uma boa altura para olhar para trás e escolher aqueles que foram os jogos que mais gosto me deram jogar e que saíram este ano.

Infelizmente não me foi possível jogar tudo o que queria este ano e de foram tiveram de ficar candidatos inquestionáveis como Deus Ex, Uncharted 3 ou Skyrim mas o tempo e o dinheiro são finitos infelizmente e há que fazer a festa com o que se tem.

Tirando esse pequeno problema vamos lá ver a lista que mesmo assim não deixa de ser relativamente catita (na minha modesta opinião).

Continuar a ler esta entrada >>

A lista

Set 11 01

Escrito por Luis Nabais @ 01/09/11 17:09 | 3 Comentários »

Quem me conhece sabe certamente que gosto de jogos. Já não sou um viciadão dos FPS online como fui em tempos e MMOs não me convencem mas no que toca a experiências single-player estou lá batido e com o advento da Amazon e outras lojas online com preços altamente competitivos nunca foi tão bom ser gamer.

Há uns tempos o Hugo Cardoso decidiu fazer a sua “Queue” (ou lista) de jogos que ainda tempo por jogar e eu aproveitei fazer o mesmo ao saber disso via twitter. É assustador, vejam por vocês mesmos:

A Lista de Jogos

A Lista de Jogos

E isto não é tudo, faltam os que tão no Steam e outros serviços digitais como o Recettear, o Tales of Vesperia ou o GTA: Tales of Liberty City. Yhep, acho que estou safo por uns tempos (especialmente considerando a quantidade de RPGs ali no meio).

Continuar a ler esta entrada >>

O meu top de jogos de 2010

Jan 11 02

Escrito por Luis Nabais @ 02/01/11 20:01 | 4 Comentários »

O ano de 2011 está já a dar-nos as boas vindas com o ano de 2010 de botas arrumadas portanto chegou a hora de olhar para trás e rever o que de bom e de mau tivemos neste ultimo ano.

Chegou então a hora de ver os jogos que eu pessoalmente mais gostei de jogar durante o ultimo ano da primeira década do século XXI. Notem que isto são só os jogos que eu gostei mais de jogar e como infelizmente a carteira tem limites não está de todo completa. Fable 3, Rock Band 3, God of War 3, tantos são os jogos de 2010 que por falta de oportunidade não me foi possível desfrutar em tempo útil. Realmente nunca foi tão bom ser gamer.

Mas vamos à minha lista que mesmo com todas as falhas ainda tem alguma substância:

Continuar a ler esta entrada >>

Outono de sonho/pesadelo

Dez 10 12

Escrito por Luis Nabais @ 12/12/10 15:12 | 3 Comentários »

Mass Effect 3

Mass Effect 3

Mass Effect 3 (PC/360/PS3), Skyrim: The Elder Scrolls V (PC/360/PS3), Uncharted 3 (PS3) e ainda Forza 4 (360) a espreitar na mesma altura: o Outono de 2011 prepara-se para fazer cair um autentico castigo divido nas carteiras daqueles que, como eu, gostam de jogar bons jogos.

Ontem na cerimónia dos Video Game Awards foram anunciados estes 4 jogos para Novembro do próximo ano (Forza para o “outono” no entanto) e eu comecei já a sofrer por antecipação não só pela quantidade surpreendente de awesome que se pode encontrar no trailer do Mass Effect 3 como também pelas contas que vou fazendo ao rombo que estes lançamentos vão dar ás minhas economias.

Mass Effect 3 promete uma terra em chamas depois do ataque dos Reapers enquanto que o Elder Scrolls V anuncia o regresso dos dragões ao universo da série. Forza 4 deixa-me apreensivo pois a única certeza acerca do jogo é que vai utilizar o Kinetic de alguma forma (e isso só serve para assustar quem gosta realmente de jogar um “simulador”) e o Uncharted 3 promete seguir as aventuras de Nathan Drake enquanto este se aventura pelas arábias em busca de mais um mítico tesouro perdido (e eu que ainda tenho de jogar os outros 2).

Mas nem só com estes jogos ficou marcada a noite dos VGA 2010 pois Batman: Arkham City (PC/360/PS3) marcou presença com um trailler fantástico que junta Hugo Strange aos já esperados Two-Face e Joker como vilões na sequela daquele que foi possivelmente o melhor jogo de sempre sobre Batman em particular e quiçá até sobre um qualquer super-herói em geral.

Resistence 3 (PS3) marcou também presença com data marcada para Setembro de 2011 e foi anunciada uma sequela a Prototype (PC/360/PS3) para 2012 sem esquecer o anuncio da presença de Kratos no próximo Mortal Kombat (que já era notável por si só ao ainda estar vivo depois da falência da Midway que detinha os direitos).

2011 promete muito para quem gosta de videojogos e eu só espero conseguir ter algum tempo para dedicar a isto já que não podemos esqueçer outros lançamentos planeados para 2011 como LittleBigPlanet 2 (PS3), Valkyria Chronicles 3 (PSP), L.A. Noire (360/PS3) ou Dissidia Duodecim Final Fantasy (PSP) que já por si só vão chupar bastante do meu tempo dedicado ao “vicio”.

E vocês? O que vos entusiasma mais em 2011 no que toca a videojogos?

It only does everything… sortof

Nov 10 28

Escrito por Luis Nabais @ 28/11/10 22:11 | 10 Comentários »

Bem se ontem mandei abaixo duas entradas da lista de 101 coisas em 1001 dias e hoje foi por uns quantos euros que não consegui mandar abaixo a seguinte entrada:

097 – Dar menos de 200€ por uma PS3

Pois é eu não resisti mais, cedi ao ladro negro da força e comprei hoje uma PS3 “slim” de 160gb para aproveitar o desconto de 20% em talão de uma loja cujo nome acaba em s, começa em v e tem as letras obi no meio antecipando como resultado o natal por quase um mês (mas também não sou católico portanto isso não interessa nada). Agora a parte chata é que estou limitado aos jogos PSOne que comprei na PSP uma vez que só amanhã irei novamente à Vobis aproveitar o talão para comprar uns quantos joguitos (infelizmente o GT5 terá de esperar um pouco mais pois os preços nas lojas cá do burgo são totalmente irrealistas).

E como não podia deixar de ser peguei na D60 e tirei fotos a todo o processo de unboxing da maquina (notem que aquela minúscula tv Sony está para ser substituída em breve, não fiquem já desapontados pela total falta de HD no meu setup actual).

 
Mas porque é que eu, pessoa que durante anos teve dificuldade em perdoar a Sony pela derrota da Dreamcast no mercado, foi agora comprar uma PS3? E a 360? Não tem jogos é? Pois bem as respostas são simples: sim a 360 ainda tem bastantes pernas para andar (falta-me jogar o Fable 3 por exemplo) mas a lista de exclusivos da maquina que eu ainda não joguei e quero vir a jogar tem vindo a diminuir enquanto que a da PS3 tem vindo a crescer no sentido oposto pelo que chegou a hora de aproveitar umas promoções para poder finalmente jogar MGS4, Heavy Rain ou Valkyria Chronicles.

E posto isto não se esqueçam de dar uma apitadela no PSN, o meu ID é Dexmastah.

PS: isto de tar a ligar a PS3 remotamente com a PSP é muita catita não acham?

Os erros desta geração de consolas

Nov 10 24

Escrito por Luis Nabais @ 24/11/10 2:11 | 2 Comentários »

Com a XBox 360 a passar a marca dos 5 anos de vida no passado dia 22 deste mês achei que era uma ideia engraçada olhar para estes últimos anos e tentar perceber os pequenos erros que marcaram o lançamento desta ultima geração de consolas. Fica então o tradicional disclaimer de que isto não passa da minha opinião, que são livres de discordar e que toda a e qualquer critica construtiva que gere discussão nos comentários é como sempre bem vinda.

Comecemos com a maquina que marcou o inicio da geração e a mais antiga das três: a XBox 360 da Microsoft que, na minha modesta opinião, até fez muitas coisas bem tecnicamente apesar de ter sido atraiçoada por vários factores externos que prejudicaram em muito aquilo que parecia uma vitoria fácil.

Continuar a ler esta entrada >>

O meu espaço

Set 10 10

Escrito por Luis Nabais @ 10/09/10 3:09 | 8 Comentários »

Um tweet do Hugo Cardoso deu-me a ideia e decidi lançar o desafio: Todos nós temos um espaço nosso onde nos sentamos descansados ao fim do dia a ver os emails, os feeds rss, as séries ou até mesmo trabalhar para quem é freelancer. Porque não partilha-lo nos nossos blogues?

Portanto aqui fica lançado o desafio para quem quiser que coloque no seu blog uma fotografia do seu espaço com uma descrição do que se pode ver na foto. Pontos extra para fotos bem tiradas (coisa que a minha não está, tenho muito para aprender ainda).

My Mancave

 
Nesta foto podem ver o meu fiel Vaio VGN-C2S, o excelente Samsung de 19″, o velhinho Samsung de 15″ que serve agora de TV, a minha 360, o meu HTC Tattoo, a minha primeira e única tentativa de origami e até o Snoopy. Tudo isto sem esquecer o cachecol do Glorioso já com uns bons 10 anos.

EDIT: antes que venham dai com comentários. Sim, estava a usar Windows quando tirei a foto. Infelizmente ainda há algumas coisas para as quais preciso do SO da Microsoft e para compreenderem melhor fica a nota que aquela janela de openoffice tinha o guião do animusic.

Hachi Roku

Dez 09 26

Escrito por Luis Nabais @ 26/12/09 23:12 | 2 Comentários »

Hachi Roku

  • Microsoft Wireless Steering Wheel? Check!
  • Forza 3? Check!
  • Toyota AE86 Sprinter Trueno? Check!
  • Banda Sonora de Initial D? Check!
  • Fujimi Kaido (Tougue)? Check!

End Result: AWESOME DRIFTING! Ou no meu caso é mais awesome crashing mas ao menos consegui tirar aquela foto ali acima. Tudo isto para dizer que finalmente consegui arranjar um volante para aproveitar decentemente o Forza 3 mas já agora deixo aqui as minhas primeiras impressões sobre o Microsoft Wireless Steering Wheel.

Microsoft Wireless Steering Wheel

Microsoft Wireless Steering Wheel

Primeiro que tudo vamos tirar uma coisa do caminho: chama-se Wireless mas sem fios é apenas a ligação á consola (o que já não é mau) uma vez que a ligação do volante em si aos pedais é feita usando um cabo RJ-11 e ainda existe um transformador que é necessário caso se deseje usar o force feeback do volante (existe um compartimento para pilhas ou um battery pack da microsoft no entanto).

A primeira coisa que se nota ao abrir a caixa é o cuidado que foi tido em proteger correctamente o volante com bastante cartão a preencher os espaços vazios o que até dificultou um pouco a remover o bicho. Quando se tira o volante dos plásticos e cartão que o protegem e se coloca finalmente a mão no mesmo é que compreendemos para onde foram os 100€ que se pagam na factura: o volante é solido, muito mais do que o aspecto aparenta. Eu estava á espera que ele fosse leve, frágil e desse ares de brinquedo mas pelo contrario tem um feeling bastante robusto capaz de aturar os meus maus-tratos a tentar evitar os rails com o Trueno. Vou até dizer algo que pode ser considerado um sacrilégio mas achei que o G25 parecia menos solido da ultima vez que usei um porém como foi um modelo de exposição não tirem dai as vossas conclusões.

Mas vamos falar de coisas sérias começando pelas partes boas: O volante responde muito bem ao que eu lhe peço virando cerca de 280º (cerca de 140º para cada lado), a peça para prender à mesa é muito solida e assim que é adequadamente ajustada aguenta bastante bem os meus movimentos mais bruscos, a já acima mencionada boracha do volante faz um trabalho fantástico a impedir que o volante nos escape das mãos e acima de tudo o Force Feedback que é muito bom na minha opinião. Até agora ainda só experimentei a demo do Grid que vinha com o volante bem como o Forza 3 (ainda quero ir experimentar o Project Gotham Racing pelo menos) mas não sendo particularmente forte serve para transmitir o feeling do carro (se bem que um carro com direcção assistida) e os motores simplesmente não se ouvem.

Microsoft Racing Wheel Pedals

Microsoft Racing Wheel Pedals

Porém isto só custa 100€ logo nem tudo é um mar de rosas. Apesar de a qualidade de construção não ter nada a apontar e de ser perfeito para quem quer fazer umas corridinhas em algo que não um comando/teclado faltam coisas que eu gostaria de ter como uma maneta das mudanças por exemplo (dava jeito para servir de travão de mão). Outro senão é a posição das 4 teclas que, por estarem bastante perto do interior do volante tornam difícil a algumas pessoas chegarem a mais do que uma ou duas rapidamente. Tudo isto são pequenas coisas que não retiram nada á minha avaliação positiva do volante no entanto existe um outro pormenor que infelizmente já não é assim tão irrelevante. Os Paddle Shifters estão presos ao volante em si e não ao eixo o que faz com que rodem com o volante. À primeira vista pode não parecer algo de substancial mas por varias vezes fiquei perdido á procura do mesmo para reduzir uma mudança a meio de uma curva o que causa um pouco de habituação. Não é um factor decisivo mas é algo a ter em linha de conta.

Os pedais são competentes sem serem particularmente bons ou maus. Ao contrario do pedal da bateria do Guitar Hero não deslizam facilmente e os pés ficam facilmente na posição correcta graças ao buraco que têm para encostar os calcanhares (muito eficaz diga-se de passagem) porém são ambos muito leves o que já levou com que eu desse por mim a carregar inadvertidamente no travão ou a pensar que já tinha o acelerador a fundo quando ainda tinha muito espaço.

Em conclusão: o Microsoft Wireless Racing Wheel é um volante muito competente para quem quer um volante para a 360 mas considerando que é preciso gastar pelo menos mais 20€ para obter ligação com o PC e que não é suportado pelas PlayStation é apenas recomendado a quem já investiu na plataforma (como eu), para todos os outros ficam melhor servidos com um Driving Force GT que pode facilmente ser encontrado por 130€ ou menos ficando pelo mesmo preço deste com o adaptador para PC e com o bonus de ser compatível com as PS2 e 3 (e por trazer o GT5 Prologue para quem tem esta ultima).

pub: