Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Anime Report – Verão 2010

Out 10 02

Escrito por Luis Nabais @ 02/10/10 1:10 | 2 Comentários »

Conforme tinha dito aquando da minha revisão da temporada primaveril estou a tentar começar a tradição de fazer uma review ás séries de animação japonesa de cada temporada bem como uma previsão da próxima e como já fiz a previsão para o próximo outono resta apenas rever as poucas séries que segui e que terminaram nas ultimas semanas.

Infelizmente eu não facilito o meu próprio trabalho e vou falando delas pelo meio o que não ajuda nada mas esquecendo isso tudo vamos lá falar de algumas séries que me ocuparam os tempos livres durante os últimos meses. Isto vai é ser curto pois feitas as contas só tenho duas séries para apresentar.

Highschool Of The Dead

Highschool Of The Dead

Highschool of the Dead

O mundo é assolado por uma doença profundamente mortífera que transforma as suas vitimas em Zombies. No Japão vários estudantes da Escola Secundaria de Fujimi bem como a enfermeira dessa escola juntam-se para tentar sobreviver ao presente Apocalipse. A historia segue Komuro Takasho, um dos estudantes que sobreviveu ao inicio da catástrofe.

Se bem se lembram aquando do meu preview sobre esta temporada arrisquei apontar Highschool of The Dead como uma boa aposta para o verão e em retrospectiva só posso dizer que tinha toda a razão. Não teve nenhuma historia que se apresente nem sequer foi algo avassaladoramente bom mas a verdade é que me entreteu, ri-me ás gargalhadas com cada episódio que passou e acima de tudo fez-me ficar ansiosamente à espera do episódio seguinte para ver o que mais podia sair dali.

A animação manteve a sua qualidade em bons níveis (mesmo com as famosas “mamas matrix”), as vozes não desiludiram, a historia mexeu-se a bom passo sem nunca se arrastar ou tornar rápida demais e os personagens eram minimamente interessantes pelo que não vejo muito por onde criticar.

Resumindo e concluindo: eu gostei bastante e não podia deixar de recomendar a quem se quiser rir um bocado desde que não se importe muito com o abuso de sangue e ecchi.

  • Imagem: 9/10
  • Som: 8/10
  • História: 5/10
  • Personagens: 7/10
  • Nota Final: 7/10

Katekyou Hitman Reborn!

Katekyou Hitman Reborn!

Katekyou Hitman Reborn!

Sawada Tsunayoshi, ou Tsuna, é um rapaz que não é bom nem nos estudos nem no desporto. É-lhe enviado um tutor chamado Reborn, tutor esse que é surpreendentemente um bebé e tem como objectivo transformar Tsuna num verdadeiro chefe de uma Máfia Italiana, a família Vongola. A forma como Reborn o ensina é disparando balas de “Mortespero” à cabeça dele pois quem recebe um tiro com essas balas é reanimado e trabalha afincadamente para realizar o seu ultimo desejo.

Reborn! é um anime do qual eu já andava para falar aqui no blog há uns tempos mas nunca consegui arranjar tempo para acabar de escrever o texto. Tudo isso mudou quando há pouco mais de 2 semanas atrás se soube que o anime iria acabar a quando do seu episódio 203, episódio esse que foi transmitido no passado dia 25 de Setembro. O plano então mudou dado que este shounen com mais de 4 anos de tempo de transmissão estava a terminar e fazia agora parte desta analise à temporada de Verão.

Reborn era, à semelhança de One Piece, Bleach ou Naruto, um dos shounens de longa duração da televisão niponica e, sejamos francos, não era propriamente o melhor do género. Enquanto os 100 primeiros episódios foram na generalidade muito bons a série nunca conseguiu atingir a popularidade dos grandes 3 e a segunda metade da série em nada ajudou a aumentar o seu estatuto. Ao terminar o primeiro grande arco da série não só a velocidade a que a historia decorria decresceu a pique, lembrando alguns dos problemas do inicio de Naruto Shippuuden, como a qualidade da mesma decresceu ao mesmo ritmo deixando-me como espectador mais interessado nos fillers que foram ocorrendo pelo meio do que pela historia em si que teimava em perpetuar-se com a introdução de plot devices e outros deus ex machinas que a prolongaram mais do que seria aceitável.

Reborn!

Reborn!

O final da série tornou-se assim um facto súbito mas não surpreendente e os episódios finais, já livres da obrigação de evitar apanhar o estado actual da manga respectiva, acabaram por ser totalmente anti-climáticos com o arco de 100 episódios a ver o principal inimigo aparecer e ser derrotado em sensivelmente 3 episódios.

Não quero com isto dizer que Reborn! seja um mau anime, bem pelo contrario: acho até que Reborn! é um anime interessante e refrescante dentro do género e recomendo-o a todos os apreciadores que estejam à procura de algo diferente. Ou pelo menos recomendo o primeiro arco e respectivos 100 episódios da série pois a partir dai a qualidade decresce bastante e torna-se mais difícil de recomendar.

Concluindo: não é um mau anime dentro do género mas provavelmente não ficará na memoria mesmo tendo servindo competentemente a sua função de entreter. A própria qualidade da animação sempre foi um pouco abaixo da média mas sem nunca poder ser considerada má, as vozes nunca quebraram a imersão mesmo com algumas personagens a possuírem vozes irritantes que acompanhavam bem a sua irrelevância na historia e o enredo tem os seus momentos apesar de se perder na segunda metade da série.

  • Imagem: 6/10
  • Som: 6/10
  • História: 5/10
  • Personagens: 6/10
  • Nota Final: 6/10

E pronto, é tudo. Em Dezembro volto a fazer uma analise ás series que devem acabar por essa altura como Shiki ou Amagami SS por isso espero por vocês nessa altura.

pub:

2 Comentários