Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Tag: cli

Backups do servidor via Dropbox

Set 10 02

Escrito por Luis Nabais @ 02/09/10 18:09 | 7 Comentários »

Um pequeno blog pessoal e meia dúzia de projectos pessoais podem não ser os dados mais importantes do mundo mas não deixa de fazer sentido manter backups regulares. Se isto não é problema para quem contrata um serviço completo de alojamento onde é costume serem feitos backups regulares passa a ser para malta como eu que prefere aventurar-se sozinho num VPS.

Então tive uma ideia (e claramente não fui o primeiro): porque não usar uma conta gratuita no Dropbox como espaço off-site para os backups? (btw este link dá 256mb de bónus a quem o usar para se inscrever)

Posto isto meti mãos à obra.

Continuar a ler esta entrada >>

Converter tabs para espaços

Jul 10 30

Escrito por Luis Nabais @ 30/07/10 20:07 | Sem Comentários »

Esta é uma dica para quem usa Linux (e provavelmente qualquer outro unix como o OS-X ou o BSD) e quer uma forma de limpar os ficheiros de código para usarem sempre espaços em vez de tabulação.

expand --tabs=x <ficheiro de entrada> > <ficheiro de saida>

Este simples comando vai converter todas as tabulações para x espaços.

Espero que este pedaço de informação vos seja tão útil a vocês como foi a mim 😉

Screen tricks

Abr 09 26

Escrito por Luis Nabais @ 26/04/09 15:04 | Sem Comentários »

Recentemente lá no emprego alguém se deu ao trabalho de me mostrar a luz sobre uma ferramenta essencial que tenho estado a ignorar totalmente em todos estes anos que tenho usado linux (e demais *nix): o screen.

Para quem não conhece o screen deixo uma pequena explicação: o screen funciona como um gestor de múltiplos terminais dentro da mesma janela (uma especie de “tabs” na cli) e para além disso serve também para manter as aplicações a correr quando saímos da sessão (algo bastante útil quando o wireless decide falhar ou o pc decide empancar por causa de um controlador IDE estragado).

Eu experimentei e devo dizer que estou totalmente rendido á sua utilidade mas, como sempre, foram muitas as vezes que dei por mim a entrar numa maquina, começar o que queria fazer e só a meio me lembrar que dava jeito ter o screen a correr para poder ir fazer outra coisa qualquer. Para resolver esta situação decidi forçar-me a mim próprio a usar o screen e como tal fiz um pequeno script para colocar no .bashrc que resolve a situação:


if [[ $TERM == 'xterm' ]]; then
        if [[ `screen -list | grep Detached | wc -l` == 0 ]]; then
                if [ ! ${SSH_TTY} ]; then
                        exec screen
                else   
                        screen
                fi
        else   
                if [ ! ${SSH_TTY} ]; then
                        exec screen -dRR
                else   
                        screen -dRR
                fi
        fi
fi

Este pequeno script muda a minha sessão de bash para o screen sempre que entro numa consola local (mas não abre o screen dentro do screen) ou então simplesmente corre o screen se estiver a usar ssh para aceder á maquina. Basicamente a diferença é: em máquinas locais exit sai da sessão enquanto que nas remotas exit sai apenas do screen mas mantém a sessão (NOTA: ainda não testei isto).

Como bónus ele detecta se existem sessões ligadas mas inactivas na maquina em questão e religa-se a uma delas caso assim seja (infelizmente ainda é aleatória esta parte).

Para complementar falta o script que arranjei num blog para adicionar uma pequena barrinha na parte inferior da consola com uma lista das “tabs” do screen, data e hora e, acima de tudo, o hostname da maquina onde o screen está a correr:


caption always "%{= kw}%-w%{= BW}%n %t%{-}%+w %-= @%H - %LD %d %LM - %c"

E estou pronto a usar o screen permanentemente nas minhas sessões. Espero que isto ajude alguém por aí como me ajuda a mim.

pub: