Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Bloody Monday

Ago 10 27

Escrito por Luis Nabais @ 27/08/10 2:08 | Sem Comentários »

Bloody Monday

Bloody Monday

Depois de um misterioso vírus matar uma pequena aldeia russa Fujimaru, também conhecido como o hacker Falcon, é recrutado pela agência governamental Third-i para descobrir o que se passou na Rússia depois dos seus agentes terem descoberto um cartão de memoria contendo ficheiros relacionados com o incidente.

Continuando a falar de séries televisivas oriundas da terra do sol nascente mas fugindo um pouco da animação venho sugerir-vos este Bloody Monday, uma série que é considerada por alguns como um 24 japonês mas será que lhe chega aos calcanhares?

É verdade que Bloody Monday não é nenhum Chanbara Striptease nem nada que se pareça mas também não é isso que se esperava de uma série de terrorismo cuja historia partiu originalmente de uma Manga.

A historia desta série japonesa segue o já cliché aluno de secundário que se vê envolto nas mais variadas situações, neste caso o aluno de secundário é Takagi Fujimaru mas é mais conhecido na internet pelo pseudónimo Falcon, um dos melhores hackers do ciberespaço e razão pela qual se vê envolvido neste enredo cheio de emoção e reviravoltas quanto baste.

Fujiwaru é chamado pelos agentes da agência (fictícia) anti-terrorismo Third-i para ajudar a descodificar ficheiros relacionados com um atentado terrorista em terras russas mas a situação rapidamente se complica com os terroristas a procurarem atingir Falcon apontando baterias à sua família e amigos. No meio disto tudo existem agentes duplos, traições e muitas suspeitas para manter sempre as expectativas e a tensão em níveis elevados. Não existem grandes tempos mortos em Bloody Monday, a acção é frenética e virtualmente todos os episódios acabam com um cliffhanger que nos faz salivar por mais.

E depois há o lado geek quando percebemos que o herói sempre que decide entrar num qualquer computador arranca de uma pen com Linux e usa coisas como python, sql, ssh ou vim e isto são apenas aquelas que eu apanhei de relance. Lembram-se quando andava tudo maluco com o 2º Matrix e o facto de nesse filme a Triniti usar ferramentas a sério? Pois, estes japoneses usam bem mais do que os irmãos Wachowski, é uma loucura para a malta da informática (por isso venham de lá as criticas como aquilo não funciona e tal… eu próprio vi algumas que me partiram a rir nomeadamente quando começou a aparecer maquinas Windows a serem violadas lá pelo meio).

Resumindo: gostei bastante de ver a primeira temporada de Bloody Monday e estou actualmente a ver a segunda. É uma série de espionagem com uma historia por vezes profundamente over-the-top mas que me fez lembrar o que de divertido existe nas historias do género com traições, gadgets e tiroteios.

Veredicto: Recomendado para quem procura divertir-se um bocado com uma historia de espionagem à “moda antiga”

Bloody Monday tem duas temporadas emitidas na televisão japonesa e editadas também em DVD por terras nipónicas porém as possibilidades de vermos o mesmo na Europa são relativamente reduzidas pelo que restam outros “canais”. Bloody Monday @ TV Wall

pub: