Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Tag: visual novel

Não é pessoal

Jun 12 06

Escrito por Luis Nabais @ 06/06/12 2:06 | 1 Comentário »

Don't Take It Personaly, Babe, It Just Ain't Your Story - Main Menu

Main Menu

Não é todos os dias que um jogo consegue a proeza de subtilmente me levar a acreditar em algo que pode não ser necessariamente verdade ou de me fazer olhar para trás e pensar que as acções que tomei fazem de mim um monstro. Mas é certamente ainda mais invulgar quando um “jogo” me faz ter estes sentimentos apesar de ser basicamente um livro interactivo sem grandes possibilidades de eu, jogador, influenciar as acções de alguém que não sou eu: o personagem principal.

Don’t Take It Personaly, Babe, It Just Ain’t Your Story é outra das historias interactivas da mente brilhante de Christine Love, a pessoa por trás de Digital: A Love Story e mais recentemente Analogue: A Hate Story.

AVISO: Antes de mais nada vou já deixar claro que, ao contrario do que é habitual, não consegui mesmo arranjar forma de escrever esta entrada sem desvendar partes importantes da historia do “jogo” e, considerando que a historia em si é o jogo, torna-se extremamente importante deixar este facto bem claro.

Continuar a ler esta entrada >>

Anime Report – Verão 2011

Out 11 16

Escrito por Luis Nabais @ 16/10/11 22:10 | Sem Comentários »

Mais uma vez isto vem tarde e a más horas mas a culpa não é minha, é do facto de nem sempre ser possível encontrar as séries traduzidas. Há sempre uma qualquer série que acaba por se atrasar de forma ridícula e desta vez não foi excepção.

Mas posto isto vamos lá ver as epopeias que viram o seu final assinalado nesta época veraneante transacta. Ao contrario do que se passou na época primaveril temos boas séries para analisar mesmo que não na quantidade que se desejaria. Felizmente a época de inverno parece estar pronta a arrasar para compensar mas isso é matéria para outra aula, agora vamos mesmo falar dos últimos meses.

Continuar a ler esta entrada >>

Anime Preview – Primavera 2011

Abr 11 19

Escrito por Luis Nabais @ 19/04/11 10:04 | Sem Comentários »

Passaram-se mais três meses de animação japonesa e as slots dos canais televisivos estão já a ser recheadas com novas séries o que significa que já estou atrasadíssimo para a minha recém-chegada tradição de prever e rever cada uma das temporadas de animação nipónica.

Portanto sem mais demoras “vai vir charters” de séries numa temporada que à primeira vista parece bastante positiva quando comparada com as suas antecessoras.

Continuar a ler esta entrada >>

School Days

Out 10 21

Escrito por Luis Nabais @ 21/10/10 0:10 | 6 Comentários »

School Days - Logo

School Days

Um adolescente tímido e sem confiança ficava satisfeito vislumbrando simplesmente de relance uma gira colega sua quando se deslocavam diariamente de comboio para a escola secundaria. Pelo menos era assim até Saionji Sekai surpreender Itou Makoto ao apanha-lo com uma foto da bela Katsura no seu telemóvel. Após brincar um pouco com a situação Sekai oferece-se para o ajudar no seu romance. Depois de varias conversas de motivação da Mokoto e bastantes esquemas os 3 tornam-se bons amigos, proximos o suficiente para Makoto convidar Katsura para um encontro. Encontro esse que ela aceita. Mais tarde nesse mesmo dia Makoto arranja um momento calmo para agradecer todo o apoio que a Sekai lhe deu porém ele é surpreendido ao ser apanhado totalmente desprevenido pela recompensa que Sekai lhe pede. Sekai rouba-lhe um longo beijo dos seus lábios antes de sair a correr para apanhar o comboio. A Sekai vira-se então e deseja boa sorte para o encontro de Makoto.

School days é possivelmente um dos se não mesmo o anime mais odiado de sempre dotado do protagonista que mais instintos homicidas despertou nos telespectadores. Porém deixem-me colocar já o meu jogo todo na mesa: eu gosto e muito de School Days e, contrariamente à opinião habitual, acho-o como um anime único e inesperadamente interessante que me deu imensas gargalhadas seguidas de uma assustadora realização de que aquilo poderia mesmo acontecer numa qualquer localização real.

Querem saber porquê? Então continuem a ler mas aviso desde já que esta review pode conter spoilers e não me responsabilizo por vos fazer desfrutar menos da série caso a desejem vir a ver (não vou no entanto estragar os grandes twists finais que, acreditem em mim, são bem grandes).

Continuar a ler esta entrada >>

Amagami SS

Ago 10 02

Escrito por Luis Nabais @ 02/08/10 2:08 | 4 Comentários »

Logo

Amagami SS - Logo

Um aluno do segundo ano de uma secundária fica abatido na altura do natal devido a uma má experiência do seu passado. No entanto, este natal, ele consegue a sua ultima chance para convidar para sair uma colega do ultimo ano, Haruka Morishima, uma de várias outras colegas. A historia do anime vai ser organizada num formato estilo “omnibus” com cada heroína a ver a sua própria versão da historia animada. Cada heroína canta também a sua versão da musica final do episódio.

Visual Novels é um género de “jogos” muito popular no Japão e uma trope comum do género é o facto de o jogador assumir o papel de um protagonista que tem a possibilidade de conquistar uma de várias raparigas. Amagami SS é a adaptação ao pequeno ecrã e em formato anime de um desse jogos e a forma como decidiram abordar os múltiplos caminhos é no mínimo relativamente incomum apesar de estar a ganhar popularidade.

Continuar a ler esta entrada >>

Clannad

Dez 09 18

Escrito por Luis Nabais @ 18/12/09 3:12 | 5 Comentários »

Furukawa Nagisa

Furukawa Nagisa

OK antes de mais nada vou pedir-vos uma coisa: oiçam-me (ou melhor, leiam-me) e não deitem logo para o lado isto no momento em que eu mencionar o que é. E dito isto aqui vai a posta:

Como muitos de vocês se calhar já notaram (e se não notaram ficam a saber) eu sou capaz de ser aquilo a que se chama um otaku… OK sou mesmo um caso sério e como tal gosto claramente de ver animes e outras coisas engraçadas do Japão. E isso trás-nos ao artigo que estão a ler: venho aqui recomendar vivamente um anime. É também agora que relembro aquilo que disse antes: oiçam-me e não fechem já a janela antes de perceberem o que eu venho aqui dizer, mantenham uma mente aberta que faz bem à saúde mental.

Venho então sugerir-vos uma adaptação para anime de uma das infames Visual Novels japonesas chamada de Clannad. Clannad conta a historia de um rapaz chamado Okazaki Tomoya, um estudante do ultimo ano do secundário de uma das melhores escolas da pequena cidade onde habita. Porém apesar do Tomoya estar numa boa escola isso não faz dele um bom aluno, bem pelo contrario: ele e o seu amigo Youhei Sunohara são ambos “delinquentes” e como tal faltam ás aulas, chegam tarde, não participam em nenhum grupo, etc… A historia de Clannad começa num dia em que Tomoya está a caminhar para a escola (atrasado como de costume) e passa por uma rapariga, a outra personagem principal desta historia, chamada Furukawa Nagisa. Uma rapariga tímida, com problemas de auto-estima e que se encontra a repetir o ultimo ano por ter faltado a grande maioria do ano anterior devido a doença.

Como podem ver a premissa de Clannad é bastante banal e muito gasta até porém eu não viria aqui recomendar este anime se não achasse claramente que se trata de uma obra prima do género bem como detentor de uma historia profundamente tocante. A acção desta série decorre em volta dos esforços de Nagisa com o auxilio de Tomoya para reestabelecer o clube de teatro da escola porém esses esforços servem como padrão de fundo para contar as diversas historias do grupo de amigos de Tomoya, para contar uma profundamente bonita a historia de amor entre os dois personagens principais mas acima de tudo para mostrar a historia de um rapaz (o protagonista) a crescer e a compreender cada vez mais o porque da relação conflituosa que teve com o pai. É precisamente por este ultimo ponto que recomendo vivamente Clannad a todas as pessoas que tiverem a coragem de experimentar uma historia interessante, claramente triste e trágica. Diria que é uma historia para as raparigas e para todos os rapazes que tiverem a coragem de admitir que não são só filmes de acção que gostam de ver.

Eu não sou a pessoa mais indicada para recomendar este tipo de coisas, creio até que tendo a causar o efeito contrario e a desmotivar as pessoas de ver algo que recomendo devido à minha falta de jeito e possivelmente excessiva insistência mas prometo-vos que se tiverem uma mente aberta e não se importarem de ver uma historia tocante Clannad é uma experiência que vão certamente guardar com carinho na memoria.

PS: e já agora não vejam o filme! Se a série já salta em pormenores deliciosos do jogo nem querem imaginar quantos salta o filme (já para não falar na animação inferior e no final agridoce… se bem que bem mais facilmente compreensível admito)

pub: