Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Tag: filme

Time of Eve – Kickstarter

Jun 13 03

Escrito por Luis Nabais @ 03/06/13 22:06 | 4 Comentários »

Eu bem sei que tenho andado desaparecido mas não podia deixar de partilhar aqui esta novidade. Há uns tempos atrás, se é que alguém ainda se lembra, falei por aqui de um filme de animação nipónica chamado Time of Eve.

O filme foca-se num futuro próximo onde os andróides (os robots, não os telemóveis) se tornaram em algo perfeitamente comum. Muitas referencias a Asimov como seria de esperar e uma historia que só peca por criar um mundo muito mais interessante do que lhe é possível exibir no curto espaço de tempo disponível.

A verdade é que os autores desta obra já tinham feito historia inicialmente ao transmiti-la simultaneamente no Japão e no serviço online de streaming Crunchyroll mas agora preparam-se para dar um outro importante passo na abertura aos fãs fora do Japão ao montarem um Kickstarter para conseguirem publicar um BluRay livre de região com legendas em Inglês disponível para todo o globo. 65 dólares pelo BluRay é obviamente um valor elevado (mesmo levando em conta todos os bónus como um livro de 40 páginas com arte da série) mas não hesitei em votar com a minha carteira na esperança de que outros autores da terra do sol nascente vejam esta iniciativa como um exemplo e se abram mais aos fãs fora do país.

Link: Time of EVE: The Movie on Blu-ray @ Kickstarter.

Time of Eve

Mar 12 20

Escrito por Luis Nabais @ 20/03/12 19:03 | Sem Comentários »

Time of Eve

Time of Eve

Num futuro próximo, provavelmente no Japão, muito tempo depois dos robots terem sido introduzidos no dia a dia e não muito tempo depois dos robots estilo humanos, ou andróides, terem aparecido.

Devido ao Comité de Ética Robot as pessoas acham natural tratar os robots como electrodomésticos. No entanto e devido à sua aparência humana, excepção feita aos aros sobre as suas cabeças, alguns humanos (apelidados de dori-kei/android-style) estão a ficar demasiado atraídos aos androides causando problemas sociais.

Rikuo foi ensinado a tratar os androides da forma que trata desde criança. Ele não pensa nos androides como seres humanos e usa-os apenas como ferramentas. Um dia ele descobre que palavras estranhas apareceram no registo de actividade do seu robot de casa Sammy:

“Estás a gostar do tempo de EVE?”

Refazendo os passos dela com o seu amigo Masaki, ele chega a um estranho café com o slogan de não discriminar entre seres humanos e androides.

Time of Eve é uma série originalmente transmitida online nos idos de 2008 mas que foi posteriormente editada e exibida nos cinemas, conta-nos a historia de um potencial futuro próximo em que robots de aspecto humano são um facto da vida quotidiana e explora um cenário de discriminação quando dos seres humanos aos robots.

As expectativas são muitas e o universo parece promissor mas será que este filme tem os argumentos certos que me fizeram desfrutar do tempo que passei a vê-lo?

Continuar a ler esta entrada >>

5cm per Second

Ago 10 15

Escrito por Luis Nabais @ 15/08/10 15:08 | 2 Comentários »

5cm per Second

5cm per Second

Touno Takaki e Shinohara Akari eram colegas na escola primaria mas no fim do ciclo os pais dela fizeram-na ir para uma escola diferente. Apesar dos sentimentos que tinham um pelo outro perderam o contacto entre eles e os ano passaram. Um dia, Takaki visita Akari debaixo da neve pesada. Este filme é uma colecção de três historias: o episódio 1, “Okasho”, mostra o dia da sua reunião. O episódio 2, “Cosmonaut”, é a historia de Takaki depois da reunião vista por uma terceira pessoa. O ultimo episódio, “Byosoku 5 centimeter”, mostra a situação através dos pontos de vista de ambos os protagonistas.

5cm per Second conta-nos a historia de Touno Takaki e Shonohara Akari e como ambos se afastaram ao longo dos anos numa historia que, pelo menos para mim, é bastante competente em deixar o espectador com o coração apertado.

Nota: considerando o quão curto é o filme, com apenas 1 hora no total, é difícil falar dele sem tocar em pontos importantes da historia pelo que fica o aviso: este artigo pode conter detalhes importantes da historia.

Continuar a ler esta entrada >>

Suzumiya Haruhi

Jul 10 19

Escrito por Luis Nabais @ 19/07/10 4:07 | 1 Comentário »

Os livros da série Haruhi Suzumiya

Haruhi Suzumiya

Uma estranha historia numa secundária começa aqui!

Esta é a historia de Suzumiya Haruhi, que na sua apresentação à turma disse: “Eu não tenho qualquer interesse em simples humanos. Se estiver por ai algum extraterrestre, ser do futuro ou super-homens que venham ter comigo. E é tudo.”

Naturalmente qualquer pessoa normal ficar a pensar “Hum… ?” mas Haruhi estava a ser mortalmente séria. As coisas ficam de loucos quando toda a gente percebe o quão séria ele é sobre tudo isto ao criar a SOS Dan (brigada Salvar o mundo ao sObrecarrega-lo com diversão de Suzumiya Haruhi).

Suzumiya Haruhi é uma bela estudante secundária com ideias fixas, personalidade atrevida e muito excêntrica. Ela tem um inimaginável poder capaz de mudar o mundo no entanto desconhece totalmente esse facto e está também totalmente sem consciência do efeito desse seu poder no mundo à sua volta.

Uma maravilhosamente estranha porém maravilhosamente interessante historia!

Para quem segue a cena dos animes Haruhi Suzumiya é certamente um nome que dispensa apresentações mas para os outros muito provavelmente não passará de um aparentemente normal nome de uma qualquer rapariga japonesa. Na realidade Haruhi Suzumiya-san é mais do que uma rapariga normal. Para dizer a verdade Haruhi Suzumiya-san é Deus deste nosso mundo, pelo menos a julgar pela historia contada nesta série de livros, série essa que (de acordo com a Wikipedia) vendeu mais de 4 milhões de cópias do capitulo inicial só no Japão.

Hare Hare Yukai

Hare Hare Yukai

Esta estranha história que envolve extraterrestres, viajantes no tempo e “espers” (pessoas com poderes sobrenaturais – ESP) é-nos contada pelas palavras de Kyon, um simples aluno de primeiro ano de uma normal escola secundaria japonesa que, fruto do acaso, calha em ficar sentado em frente a Haruhi na sua sala de aula e como tal acaba por ver-se arrastado para todas as coisas estranhas que decorrem em torno desta rapariga. Pelo meio temos clichés como um jogo de basebol ou uma ida a um festival em vestidos tradicionais (Yukatas) porém todos eles levam um “twist” muito à Haruhi e como tal nunca se torna aborrecido.

Para além dos altamente populares livros a série dispõe também de uma adaptação primeiro numa série de televisão e mais recentemente num filme. A série ficou primeiro infame pelo facto de ter sido emitida fora de ordem cronológica deixando muitas pessoas a coçar as suas cabeças quando o primeiro episódio que imita perfeitamente um qualquer filme amador feito por um grupo de estudantes no seu tempo livro é exibido e mais tarde pelo facto de, aquando de uma segunda e ampliada exibição, um episódio é repetido 8 semanas consecutivas apenas com ligeiras alterações.

A Haruhi opõe-se a quem não conheçe esta série

A Haruhi opõe-se a quem não conheçe esta série

Não podemos também esquecer o facto da segunda série ter sido anunciada em finais de 2007 e só ter sido apresentada no passado ano de 2008 e ainda a “web-series” que era para ser apresentada no YouTube e que, em vez do primeiro episódio, mostrou uma bela imagem de vários minutos de um iate a navegar acompanhado de uma bela e calma musica.

Posto isto eu tenho de confessar que me tornei fã. Não sou fanático ao ponto de considerar o Haruismo uma religião verdadeira mas tenho a tradução do 4º livros já encomendado apesar de ainda faltar um pouco mais de 3 meses para sair (o preço também é barato por isso não custa nada). De qualquer forma fica aqui a minha recomendação. Quer vejam a versão de 2009 do anime, leiam os livros ou vão até buscar a versão de 2007 em toda a sua estranha e confusa glória é seguro dizer que vão sair dali seriamente entretidos com as peripécias deste estranho grupo de estudantes.

Død snø

Dez 09 22

Escrito por Luis Nabais @ 22/12/09 0:12 | 4 Comentários »

Død snø

  • Localização isolada? Check!
  • Pequeno grupo de amigos? Check!
  • Zombies? Check!
  • Sangue? Check!
  • Moto-serras e Facalhões? Check!
  • Malta esventrada e desfeita em pedaços? Check!
  • Zombies Nazis? AWESOME!

E pronto, acabei de descrever a minha recomendação do dia no que toca a cinema: Død snø é um filme norueguês sobre um pequeno grupo de estudantes de medicina que decidem ir passar as férias da pascoa para uma cabana isolada acima do circulo árctico apenas para darem de caras com um grupo de Zombies Nazis que desde a segunda guerra mundial assombram aquela área.

Ah e já disse que este filme tem Zombies Nazis? Precisam de mais para aceitar a minha recomendação?

Grindhouse

Jun 08 23

Escrito por Luis Nabais @ 23/06/08 22:06 | Sem Comentários »

AVISO: Este post pode conter spoilers!

Bem sei que já venho muito tarde mas só esta semana é que pude finalmente ver os dois filmes dessa ode aos filmes serie-B que são o Death Proof e o Planet Terror.

Não gostei muito do filme do Quentin Tarantino, honestamente pensei que o filme ia acabar a meio mas depois vem uma segunda secção só para dar a volta á situação e colocar o nosso bad guy em maus lençóis. Comecei literalmente a aborrecer-me. É um padrão dos filmes do Tarantino: dão-lhe dinheiro e tempo a mais e ele transforma algo que seria um low budget genial para um over-the-top high budget do qual nem todos gostam.

Mas o que eu quero mesmo falar aqui é da outra metade deste Grindhouse: Robert Rodrigez’s Planet Terror. Neste filme temos coisas simples: zombies, explosões e litros e litros de sangue e tripas a voar por todo o lado. Temos uma aspecto de fita velha e ranhosa no filme e diversão garantida. Não há mesmo nada que eu consiga dizer do filme sem ser: vejam! Se querem algo para colocar o cérebro de lado e simplesmente se divertirem então isto é para vocês.

E como nota de rodapé não deixem passar o trailer do falso filme Machete que o realizador já disse que vai tornar real depois da reação dos fãs. Imaginem um Comando (as in Arnold Schwarzenegger) Mexicano misturado com o Desperado e têm o filme basicamente. Mais um que vou marcar para ver quando sair.

PS: Isto acabou por não sair nada como queria. Não falei como um filme com uma mulher perneta com uma metralhadora M4 para perna torna isto tudo completamente Badass nem como o Tarantino entra no filme para vermos as bolas dele a apodrecerem mas não importa. O filme é de uma diversão que eu já não vivia há muito tempo portanto vão mas é vê-lo em vez de me estarem a ler.

pub: