Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Nisemonogatari

Abr 12 19

Escrito por Luis Nabais @ 19/04/12 15:04 | Sem Comentários »

Nisemonogatari

Nisemonogatari

Situadando-se no rescaldo de Bakemonogatari, esta historia segue as aventuras de Araragi Karen e Tsukihi, as duas irmãs do personagem principal Koyomi. As duas são auto-apelidadas heroínas e conhecidas pela alcunha de Fire-Sisters entre os estudantes da 2nd Escola Preparatória de Tsuganoki.

Lamentava eu aquando da minha analise a Bakemonogatari que o anuncio da adaptação ao cinema da sua prequela era uma noticia agridoce devido à ausência de Senjogahara na sua historia e a Shaft faz o favor de nos brindar durante a transacta temporada de inverno 2012 com a adaptação televisiva de Nisemonogatari, a sequela directa daquela que foi para mim a série do ano de 2009.

Nisemonogatari é mais, muito mais do mesmo que tornou Bakemonogatari um autentico festival para os sentidos fruto não só do discurso saído da caneta de Nisio Isin como também do sempre inigualável estilo surreal e marcante da realização de Shinbou Akiyuki. Mas será que foi desta que um ou ambos ultrapassaram os limites?

O titulo desta segunda adaptação a animação da série de Nisio Isin traduz-se aproximadamente para “fals’história” e no fundo foca-se sobre os mais diversos tipos de falsidade que existem nas relações entre nós seres-humanos e, no contexto da historia, outros seres não necessariamente humanos como vampiros e outras anomalias. O mote de partida para a exploração destes temas é dado com o nosso protagonista, Araragi Koyiomi, a questionar-se sobre a sua condição de meio-vampiro e sobre a sua relação com a sua família: deve ou não ele revelar a sua condição aos seus pais e ás suas irmãs?

Nisemonogatari - Araragi Tsukihi

Araragi Tsukihi

Mas são precisamente as suas irmãs que são as co-protagonistas desta temporada ainda que as 5 heroínas da temporada anterior tenham também os seus momentos mais ou menos importantes. Poderia escrever aqui largos parágrafos a falar sobre a forma como o arco de Senjogahara, ponto de partida a Bakemonogatari, vê aqui a sua conclusão ou como os avanços de Sengoku Nadeko sobre Koyiomi roubam praticamente a ribalta mas mais vale cingir-nos ao essencial.

A historia divide-se em duas partes com a primeira a focar-se no duelo entre a Karen e o aldrabão Kaiki Deishuu e a segunda na historia de Tsukihi e como isso atraí problemas sob a forma do par de exorcistas composto por Kagenui Yozuru e Ononoki Yotsugi. A solução de ambos estes problemas cabe, como seria de esperar, ao nosso protagonista Araragi e pelo caminho somos brindados com níveis de fanservice nunca antes visto na série que culminam no marcante oitavo episódio dos 11 que conseguiu dividir acerrimamente a opinião dos fãs bem como dar um novo significado ao acto de lavar os dentes.

Nisemonogatari - Araragi Karen

Araragi Karen

A cena em questão é tão forte que por mais do que uma vez dei por mim a confirmar que não estava a ver uma série pornográfica por engano. A tensão criada nesse singelo momento é digna dos melhores filmes eróticos mesmo que tecnicamente nada de incorrecto alguma vez surja no ecrã à excepção do grande elefante na sala: a cena ocorre entre dois irmãos e as insinuações de incesto, ainda que sem nunca chegar a vias de facto, deixaram muita gente incomodada e eu não posso de boa fé dizer que não compreenda essa posição. Não deixa no entanto de ser um episódio brilhante que, para bem ou para mal, vai deixar Nisemonogatari na memoria colectiva dos fãs da animação nipónica.

A arte da série é novamente brilhante como seria de esperar quando se oferece uma historia recheada de simbolismo como são aquelas escritas por Nisio Isin à combinação Shaft + Shinbou Akiyuki e todo o experimentalismo que isso implica. Ao contrario de Bakemonogatari no entanto não fomos brindados com slideshows ou meses de espera para concluir a historia limitando-se os habituais “problemas” a um ou outro momento em que a animação baixa ligeiramente de qualidade. Por outro lado as pequenas referencias à mais variada cultura pop japonesa (ex: Mahou Shoujo Madoka Magica ou Evangelion) polvilham a série e dão-lhe um charme que os fãs do género sabem certamente apreciar. É importante também mencionar que o desenho arquitectónico dos cenários volta a ser capaz de me deixar totalmente de boca aberta mesmo que por vezes me interrogue se Araragi vive mesmo numa casa normal ou dentro de uma Tardis.

Nisemonogatari - Oshino Shinobu

Oshino Shinobu

O campo do áudio volta a brilhar com actuações dignas de menção de Kitamura Eri no papel de Araragi Karen bem como a deliciosamente cativante vampira Oshino Shinobu cujo discurso ligeiramente antiquado com a voz de Sakamoto Maaya fazem a audiência rapidamente esboçar sorrisos quando a mesma entra inesperadamente em cena. No campo da musica temos o regresso das musicas dedicadas às heroínas da série seguidas da musica final que ficou a cargo das ClariS que já tinham trabalhado com a Shaft na entrada de Mahou Shoujo Madoka Magica.

Posto tudo isto voltamos à pergunta inicial: será que foi desta que um ou ambos ultrapassaram os limites? Dado que Nisio Isin afirma que escreveu Nise para si próprio sem intenção de alguma vez o publicar é fácil colocar a questão e a verdade é que para uma não irrelevante porção da audiência a resposta é sim, Nisemonogatari por vezes ultrapassa a linha e passa do aceitável ao abuso. Isto é especialmente notório em cenas como a do episódio 8 referida acima que para muitos atingiram o limite do desconfortável porém para muitos outros o valor artístico da generalidade da série e até mesmo dessa cena sobrepor-se-ão a essas questões e tornaram Nisemonogatari como uma importante entrada não só nesta série como quiçá também na animação niponica em geral.

Veredicto: Nisemonogatari não mudará a opinião daqueles que não gostaram do seu antecessor (Bakemonogatari) mas para aqueles que já estavam investidos na série e gostam da mesma é uma entrada essencial.

  • Imagem: 9/10
  • Som: 8/10
  • História: 7/10
  • Personagens: 8/10
  • Nota Final: 8/10

Nisemonogatari terminou recentemente a sua emissão no Japão porém não se encontra ainda licenciado para edição em DVD/BR fora do país. Nisemonogatari @ TV Wall

pub: