Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

  • Entrada
    • Blog
      • Arquivos
        • The [email protected]

The [email protected]

Mar 12 18

Escrito por Luis Nabais @ 18/03/12 2:03 | Sem Comentários »

The IDOLM@STER

The [email protected]


O jogo segue a carreira de um produtor que trabalha no fictício estúdio 765 Productions com um grupo de potenciais idolos pop.

Quando comecei a trabalhar nesta review pensei para mim mesmo “Caraças! Isto tem tantas personagens que eu já nem me lembro do nome de metade delas.” mas ao recolher os screencaps percebi que isso não era estritamente verdade: lembrava-me ainda do nome de cada uma daquelas personagens. The [email protected] foi uma série que me apanhou de surpresa: esperava um produto destinado aos fãs, recheado de fanservice das mais diversas formas e com um enredo praticamente esvaziado de conteúdo porém o que a A-1 Pictures acabou por apresentar foi uma série Slice-of-Life sobre raparigas que aspiram a ser ídolos pop com bom drama à mistura.

The [email protected] apresenta-nos o trabalho de um produtor novato (e curiosamente sem nome) acabado de chegar ao estúdio 765Pro para orientar o nosso role de 12 personagens principais: Amami Haruka, Futami Ami e a sua irmã Mami, Ganaha Hibiki, Hagiwara Yukiho, Hoshii Miki, Kikuchi Makoto, Kisaragi Chihaya, Minase Iori, Miura Azusa, Shijou Takane, Takatsuki Yayoi. Para o ajudar vai estar o Presidente da pequena companhia, a secretaria Otonashi Kotori e a ex-ídolo virada produtora Akizuki Ritsuko.

The IDOLM@STER - Produtor

Produtor

A historia em si é relativamente fácil de resumir consistindo do caminho das nossas protagonistas de desconhecidas a populares ídolos com todos os problemas que isso acarretam aliados a um ou outro problema pessoal que por vezes serve como percalço a ultrapassar. Como seria de esperar os 25 episódios da série não servem para dar igual tempo de antena a todas as personagens porém todas elas são brindadas com os seus momentos na ribalta. Nota em particular para duas: Kisaragi Chihaya cujos problemas pessoais começam desde cedo a ser lentamente introduzidos como principal fonte de drama e Amami Haruka que por momentos parece quase assumir um papel de protagonista principal numa série que consegue manter um raro equilíbrio no que toca ao seu vasto elenco. E é mesmo este vasto elenco que suporta e leva a série até à conclusão: as raparigas da série são sem sombra de duvidas o cerne da historia e o desfrutar da série está intimamente ligado ao seu dia-a-dia.

Pessoalmente tenho que dizer que como minha favorita escolheria a já acima mencionada Kisaragi Chihaya. A voz de Chihaya é assegurada pela mesma actriz (Imai Asami) que deu a voz a uma das minhas personagens favoritas do ano que passou (Makise Kurisu, Steins;Gate) que tem aqui mais uma actuação excelente culminada pela extremamente emocional faixa Yakusoku que serve como ponto final ao arco da sua personagem. Isto não invalida outras brilhantes actuações como foi o caso das vozes de Miki ou Takane sem esquecer as gémeas Mami e Ami que muitos momentos de diversão asseguraram ao longo da série.

The IDOLM@STER - Ídolos

Ídolos

Curiosamente no campo da música a minha opinião já não é tão positiva: as faixas originam do jogo como seria de esperar e cumprem o seu trabalho sem quaisquer problemas a apontar. O meu problema prende-se mais com as faixas vocais interpretadas pelas actrizes encarregues de cada uma das personagens: a maioria das faixas são do mais típico jpop que existe e são na generalidade tão recheadas de açúcar que apenas serão indicadas aos mais acérrimos adeptos do género. Excepção feita às duas musicas de entrada Ready!! e Change!!!! que colocam todas as personagens em coro e que, apesar do seu elevado conteúdo de açúcar, marcam perfeitamente o tom da série. No entanto ainda alguém me há de explicar o sentido da letra da primeira musica e o seu “Are you ready? I’m lady!”.

No entanto e apesar do forte cariz musical da série seria de esperar que fosse comum a existência de momentos musicais e respectivas coreografias à semelhança do que acontece no jogo original porém, e dada a óbvia sobrecarga que esses momentos colocam no orçamento, estes são relativamente escassos ficando a parte musical da série a cargo das diferentes musicas de fim, cada uma dedicada a uma ou mais das personagens principais e acompanhadas de uma montagem a condizer. Infelizmente mesmo os momentos em que efectivamente somos brindados com coreografias estas recorrem repetidas vezes a repetições e fundos 3D que quebram um pouco a imersão apesar da qualidade e fluidez da animação das mesmas.

Já agora e a titulo de curiosidade o nome da produtora (765Pro) lê-se “Namco Pro” com os números do nome escolhidos a dedo para permitir esta pequena brincadeira com a editora do jogo.

Veredicto: No fim de tudo isto e feitas as contas, The [email protected] foi uma agradável surpresa que me deixou durante 25 semanas na companhia destas simpáticas raparigas, das suas aventuras e desventuras. Que mais pode um fã de slice-of-life como eu desejar?

  • Imagem: 7/10
  • Som: 7/10
  • História: 8/10
  • Personagens: 9/10
  • Nota Final: 8/10

The [email protected] terminou recentemente a sua emissão no Japão porém não se encontra licenciado para edição em DVD/BR fora do Japão. The [email protected] @ TV Wall

pub: