Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Anime Timeline V2

Set 11 09

Escrito por Luis Nabais @ 09/09/11 22:09 | 3 Comentários »

Anime Timeline Logo

Demorou mas consegui. Finalmente posso dizer que tenho uma aplicação escrita em Node.JS a funcionar e disponível para quem a quiser experimentar. Para além da utilização de CouchDB para guardar os dados (como já fazia há algum tempo na versão anterior escrita em PHP) posso também atirar para a fogueira mais umas buzzwordzitas uma vez que em vez de usar grandes bibliotecas como o jQuery e outros acabei por ficar pelo Ender, uma ferramenta que permite conjugar as mais variadas micro-frameworks de Javascript num único pacote.

Outro pormenor curioso são as animações. A biblioteca que estou a usar, a morpheus, baseia-se numa API recente disponivel nos mais diversos browsers chamada requestAnimationFrame. O que é que tem de especial esta API? A API serve para pedir aos browsers quando é que eles estão disponíveis para fazer a próxima frame da animação o que significa que por exemplo quando o browser se encontra minimizado ou o CPU sobrecarregado o browser pode escolher não disponibilizar tempo para processar a animação e esta passa logo para o final poupando ciclos de CPU e consequentemente energia.

Isto tem no entanto alguns problemas: a API ainda não está em muito bom estado e consequentemente é normal logo após carregar a página serem notórios os saltos devido ao numero reduzido de frames disponibilizadas pelo browser (no chrome cheguei ao ridículo de ver apenas 3 frames disponíveis numa animação). Curiosamente onde as animações correm melhor é em Internet Explorer 9. Sim eu sei, o inferno deve ter acabado de congelar.

No entanto nem tudo está concluído. Neste relançamento ficaram de fora ainda algumas funcionalidades que tinha programadas como o uso da API de historia do HTML5 para permitir navegar no site sem ter de refrescar as páginas e também melhorar o suporte a tablets como o iPad ou as muitas baseadas em Android Honeycomb como a Galaxy Tab ou a Asus Transformer. Isto sem mencionar o facto de ser preciso colocar um botão do Google Plus mas isso é só quando a API finalmente sair.

Para já fica só o reescrever da grande maioria do código que está agora muito mais pequeno e versátil. Uma das grandes diferenças que devem ser imediatamente notórias é na sincronização com o servidor que agora não só efectivamente funciona em mais do que um browser cumprindo o seu propósito (sim, estava assim tão mal) como não tem tantos popups irritantes sempre que ocorre e deve ser rápida o suficiente para nunca serem apanhados desprevenidos por fecharem o browser antes dela acontecer.

AH e mais importante que tudo isto é a mudança de endereço.

LINK: http://anime.nonsensebb.com

Qualquer critica, duvida ou sugestão façam favor de dizer de vossa justiça nos comentários.

pub:

3 Comentários

  1. Miguel Duarte

    09 de Setembro de 2011 ás 22:13

    a utilizar Google Chrome 13.0.782.220 em Mac OS X 10.7.1

    Websockets nisso pá 😛 O design está muito fixe, acredito que tenham sido muitas horas a afinal pormenores. Nice job!

    • Luis Nabais

      09 de Setembro de 2011 ás 22:16

      a utilizar Mozilla Firefox 6.0.2 em Linux

      LOL para que querias tu websockets? Para a sincronização? Isso era desperdicio quando posso ter (como tenho) uma bela API restfull(-like) 😛