Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Arquivo para: Agosto, 2010

Animusic – Episódio 5

Ago 10 30

Escrito por Luis Nabais @ 30/08/10 0:08 | Sem Comentários »

Algumas pessoas dizem que se tocarem este vídeo de trás para a frente ouvem uma fabulosa receita de Pão de Ló capaz de fazer até os anjos chorar por mais. Outras pessoas dizem que se tocarem este vídeo às cinco horas e cinco minutos do quinto dia do quinto mês uma Haruhi de carne e osso aparece a tocar à porta. Outros ainda dizem que se segurarem o computador de uma certa maneira só vêm estática mas essas pessoas são ainda mais doidas do que todas as anteriores pois claramente que estão a segura-lo de forma errada.

Ao fim de contas é apenas o quinto episódio do Animusic onde podem ouvir musica proveniente de artistas como Lia ou Utada Hikaru.

 

Já agora vou lançar o repto com esta quinta edição: comentem aqui nos posts do blog, nos videos no YouTube ou na pagina de Facebook do NonsenseBB com as vossas sugestões para o 7º e ultimo episódio desta saga. A única regra é que as musicas têm de estar associadas a um anime qualquer, de resto pode ser qualquer musica. Eu vou escolher 6 entre as que sugerirem e juntas vão compor o ultimo episódio desta primeira temporada.

NOTA: Na segunda página deste post podem encontrar uma transcrição da narração do vídeo bem como os nomes das musicas.

Bloody Monday

Ago 10 27

Escrito por Luis Nabais @ 27/08/10 2:08 | Sem Comentários »

Bloody Monday

Bloody Monday

Depois de um misterioso vírus matar uma pequena aldeia russa Fujimaru, também conhecido como o hacker Falcon, é recrutado pela agência governamental Third-i para descobrir o que se passou na Rússia depois dos seus agentes terem descoberto um cartão de memoria contendo ficheiros relacionados com o incidente.

Continuando a falar de séries televisivas oriundas da terra do sol nascente mas fugindo um pouco da animação venho sugerir-vos este Bloody Monday, uma série que é considerada por alguns como um 24 japonês mas será que lhe chega aos calcanhares?

É verdade que Bloody Monday não é nenhum Chanbara Striptease nem nada que se pareça mas também não é isso que se esperava de uma série de terrorismo cuja historia partiu originalmente de uma Manga.

Continuar a ler esta entrada >>

Tengen Toppa Gurren Lagann

Ago 10 26

Escrito por Luis Nabais @ 26/08/10 9:08 | Sem Comentários »

Tengen Toppa Gurren Lagann

Tengen Toppa Gurren Lagann

Num futuro distante as pessoas constroem as suas casas e criam o seu gado em cavernas subterrâneas. Como consequência disso vivem constantemente com medo de terramotos e derrocadas há centenas de anos. Jeeha é uma dessas aldeias. Um dia um rapaz chamado Simon encontra por acaso uma pequena e brilhante broca enquanto escava para ampliar a aldeia. Ao mesmo tempo Kamina, um tipo que acredita na existência de outro mundo em cima da aldeia, convence um gang a romper pelo tecto para sair da caverna. Subitamente dá-se um terramoto e o tecto cede seguido de um enorme robot que cai pelo buraco resultante. Kamita vê então confirmada a existência de um mundo acima da aldeia e começa negligentemente a lutar contra o robot. Nesse momento uma outra pessoa surge da terra acima, uma rapariga chamada Yoko. Com uma espingarda na mão ela vinha a perseguir o robot porém tudo o que pode fazer com isso é distrai-lo. Simon mostra então o a Kamina e Yoko a sua descoberta: um misterioso robot cuja cabeça é também o seu corpo.

Há grandes animes como Death Note, Cowboy Bebop ou Clannad mas depois há os outros, aqueles que marcam a industria da animação e aqueles que os vêm, os que ficam para a historia como Evangelion, Ghost In The Shell, FLCL ou este Tengen Toppa Gurren Lagann.

Continuar a ler esta entrada >>

O estranho caso de Amagami SS

Ago 10 25

Escrito por Luis Nabais @ 25/08/10 10:08 | Sem Comentários »

Desde o inicio desta temporada de verão na animação japonesa que me tenho deparado com um estranho caso de popularidade que simplesmente não consigo explicar. Comecei a acompanhar Amagami SS não tanto por interesse na historia do mesmo (que, como já mencionei, parece-me relativamente normal dentro do género) mas sim por ter deparado com esta estranha popularidade. Pensei para comigo mesmo se não estaria ali alguma coisa debaixo da sinopse aparentemente cliché que me estaria a escapar e, depois de ter até um amigo meu que não é muito adepto do género a perguntar-me pelo mesmo, decidi experimentar e começar a seguir os episódios.

A minha opinião inicial sobre o anime podem ver no pequeno comentário que fiz anteriormente mas resumindo: entretém mas não é genial, nem de longe, e depois de mais uns quantos episódios a minha opinião mantém-se firme no entanto comecei a reparar cada vez mais neste estranho caso de popularidade.

Não só as visitas ao meu blog oriundas de pesquisas por esta série ascendem já aos 15% do total de visitas provenientes de motores de buscas como o post é o 4º mais visitado sendo apenas batido pelo meu tutorial sobre pixel art (habitualmente o 1º da lista), a minha entrada sobre Fairy Tail e uma entrada que fiz há uns anos sobre o Habbo Hotel (lá está, sou um sucker por pixel art).

A situação fica mais estranha num fórum que costumo frequentar dedicado ao tema (anime) onde vi surgir uma secção inteira dedicada à serie apesar de conter exactamente o mesmo numero de entradas da única conversa sobre Highschool of The Dead por exemplo (cerca de 3000 entradas) e ambas as séries começaram a ser exibidas na mesma semana até.

Honestamente por mais voltas que dê à minha cabeça não consigo encontrar nenhuma razão para compreender a estranha popularidade deste anime… A psicologia humana é realmente algo de fascinante e profundamente estranha por vezes. Alguém tem ideias?

Animusic – Episódio 4

Ago 10 24

Escrito por Luis Nabais @ 24/08/10 21:08 | 3 Comentários »

Dextro e seus amigos continuam a sua fantástica viagem com o objectivo de se tornarem nos maiores treinadores de Pokemons do mundo e para isso preparam-se agora para entrar na famosa liga Johto…

Ou então é simplesmente o 4º episódio do Animusic com musica bastante mais calma do que nas versões anteriores. Porque isto não é só Rock, há Pop também.

Neste episódio: Flow, Marble, ROUND TABLE, entre outros.

Os episódios do Animusic estão disponíveis em todo o globo salvo raras excepções (episódios 1 e 3 indisponíveis na Alemanha e este 4º nos EUA). Se tiverem problemas com isso refilem com o governo em questão e a lei de direitos de autor respectiva que já passei umas 12 horas só a tentar meter este visível em Portugal (onde nada disto se vende sequer).

 
NOTA: Na segunda página deste post podem encontrar uma transcrição da narração do vídeo bem como os nomes das musicas. Na terceira, à semelhança das edições anteriores, podem encontrar pequenos factos sobre a produção do podcast.

Metal Gear Solid: Digital Graphic Novel

Ago 10 22

Escrito por Luis Nabais @ 22/08/10 14:08 | 3 Comentários »

Metal Gear Solid: Digital Graphic Novel

Metal Gear Solid: Digital Graphic Novel

Quem me conhece sabe que sou um grande fã desta saga dos videojogos e como tal não podia deixar de pegar neste Digital Graphic Novel quando adquiri a minha PSP há coisa de 1 ano atrás.

MGS: Digital Graphic Novel não é propriamente um jogo mas sim, como o nome indica, uma Graphic Novel interactiva onde em vez de folhearmos um livro carregamos num botão para passar ao quadrado seguinte. Isto tem as suas vantagens e desvantagens: se por um lado o ecrã da PSP é mais pequeno impedindo alguns tipos de painéis por outro lado permite que existam pequenas animações nos painéis e musica de fundo.

Um dos únicos grandes contras deste Digital Graphic Novel a meu ver é a total ausência de vozes. Sendo interactivo fazia todo o sentido pedir a David Hayter, Christopher Randolph, Paul Eiding e afins para voltarem aos seus papeis de Snake, Otacon e outros por forma a tornar a experiência ainda mais imersiva.

Outro ponto menos conseguido tem a ver com a espécie de mini-jogo que foi adicionado á novel. Ao longo das páginas do Comic podemos parar para explora-las e encontrar “memorias” que depois podem ser ligadas num outro modo para desbloquear “flashbacks” e mais informação sobre os personagens. Se o conceito é engraçado e a informação interessante para os fãs, os controlos do modo de “reconstrução de memorias” são profundamente lastimáveis com uma câmara constantemente a girar enquanto tentamos ligar as memorias usando as setas da psp.

Quanto à historia ela segue os eventos decorridos no primeiro jogo da saga acrescentando mais um ou outro detalhe mas nada demais, quem jogou o jogo já sabe a totalidade da historia e as novas adições são relativamente reduzidas. No que toca ao aspecto, os desenhos de Ashley Wood são no mínimo diferentes e dividirão certamente as opiniões de quem os vê apesar que eu pessoalmente gosto bastante e fiquei feliz em saber que o recente Peace Walker ia voltar a usar os seus desenhos para as cutscenes (algo que fez com mestria e desta vez com vozes).

Devo dizer no entanto que fiquei rendido a esta nova forma de ler comics de tal forma que começo a salivar pela data em que o serviço recém-lançado de Digital Comics para a PSP, que consiste numa loja online que permite ler comics no aparelho, chegue ao nosso canto da Europa. Infelizmente é pouco provável vir a ver isso acontecer dado a pouca presença que o meio tem no nosso país mas a esperança é a ultima a morrer.

Mais engraçado é que depois desta experiência compreendi finalmente um uso efectivo para o iPad da Apple: um ecrã grande, a cores e com touchscreen é provavelmente o suporte perfeito para este tipo de experiências.

Toradora!

Ago 10 19

Escrito por Luis Nabais @ 19/08/10 21:08 | 1 Comentário »

Logo

Logo

Apesar da gentil personalidade de Takasu Ryuji os seus olhos dão-lhe o aspecto de um delinquente intimidante o que o deixa totalmente sem esperança no que toca ás suas chances de arranjar uma namorada nos próximos tempos. E mais, ele não tem muitos amigos chegados. Todas as manhãs, depois de ser cumprimentado pela sua mãe ainda com a ressaca da noite anterior, Ryuji vai para a escola e fica feliz por estar finalmente na mesma turma do seu melhor amigo Kitamura Yusaku e da rapariga de quem gosta: Kushieda Minori. No entanto ele encontra-se inesperadamente com o “mais perigoso animal do mais alto nivel de risco da escola” – Aisaka Taiga – que curiosamente também faz parte da sua turma e é uma das melhores amigas de Kushieda.

Comédia, Drama e Romance… Yhep, temos aqui mais um! Toradora! é mais um dentro do género de animes com o já cliché harém de raparigas atrás do personagem principal mas apesar de tudo consegue destacar-se da multidão.

Continuar a ler esta entrada >>

pub: