Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Tag: serie

Amagami SS

Ago 10 02

Escrito por Luis Nabais @ 02/08/10 2:08 | 4 Comentários »

Logo

Amagami SS - Logo

Um aluno do segundo ano de uma secundária fica abatido na altura do natal devido a uma má experiência do seu passado. No entanto, este natal, ele consegue a sua ultima chance para convidar para sair uma colega do ultimo ano, Haruka Morishima, uma de várias outras colegas. A historia do anime vai ser organizada num formato estilo “omnibus” com cada heroína a ver a sua própria versão da historia animada. Cada heroína canta também a sua versão da musica final do episódio.

Visual Novels é um género de “jogos” muito popular no Japão e uma trope comum do género é o facto de o jogador assumir o papel de um protagonista que tem a possibilidade de conquistar uma de várias raparigas. Amagami SS é a adaptação ao pequeno ecrã e em formato anime de um desse jogos e a forma como decidiram abordar os múltiplos caminhos é no mínimo relativamente incomum apesar de estar a ganhar popularidade.

Continuar a ler esta entrada >>

Suzumiya Haruhi

Jul 10 19

Escrito por Luis Nabais @ 19/07/10 4:07 | 1 Comentário »

Os livros da série Haruhi Suzumiya

Haruhi Suzumiya

Uma estranha historia numa secundária começa aqui!

Esta é a historia de Suzumiya Haruhi, que na sua apresentação à turma disse: “Eu não tenho qualquer interesse em simples humanos. Se estiver por ai algum extraterrestre, ser do futuro ou super-homens que venham ter comigo. E é tudo.”

Naturalmente qualquer pessoa normal ficar a pensar “Hum… ?” mas Haruhi estava a ser mortalmente séria. As coisas ficam de loucos quando toda a gente percebe o quão séria ele é sobre tudo isto ao criar a SOS Dan (brigada Salvar o mundo ao sObrecarrega-lo com diversão de Suzumiya Haruhi).

Suzumiya Haruhi é uma bela estudante secundária com ideias fixas, personalidade atrevida e muito excêntrica. Ela tem um inimaginável poder capaz de mudar o mundo no entanto desconhece totalmente esse facto e está também totalmente sem consciência do efeito desse seu poder no mundo à sua volta.

Uma maravilhosamente estranha porém maravilhosamente interessante historia!

Para quem segue a cena dos animes Haruhi Suzumiya é certamente um nome que dispensa apresentações mas para os outros muito provavelmente não passará de um aparentemente normal nome de uma qualquer rapariga japonesa. Na realidade Haruhi Suzumiya-san é mais do que uma rapariga normal. Para dizer a verdade Haruhi Suzumiya-san é Deus deste nosso mundo, pelo menos a julgar pela historia contada nesta série de livros, série essa que (de acordo com a Wikipedia) vendeu mais de 4 milhões de cópias do capitulo inicial só no Japão.

Hare Hare Yukai

Hare Hare Yukai

Esta estranha história que envolve extraterrestres, viajantes no tempo e “espers” (pessoas com poderes sobrenaturais – ESP) é-nos contada pelas palavras de Kyon, um simples aluno de primeiro ano de uma normal escola secundaria japonesa que, fruto do acaso, calha em ficar sentado em frente a Haruhi na sua sala de aula e como tal acaba por ver-se arrastado para todas as coisas estranhas que decorrem em torno desta rapariga. Pelo meio temos clichés como um jogo de basebol ou uma ida a um festival em vestidos tradicionais (Yukatas) porém todos eles levam um “twist” muito à Haruhi e como tal nunca se torna aborrecido.

Para além dos altamente populares livros a série dispõe também de uma adaptação primeiro numa série de televisão e mais recentemente num filme. A série ficou primeiro infame pelo facto de ter sido emitida fora de ordem cronológica deixando muitas pessoas a coçar as suas cabeças quando o primeiro episódio que imita perfeitamente um qualquer filme amador feito por um grupo de estudantes no seu tempo livro é exibido e mais tarde pelo facto de, aquando de uma segunda e ampliada exibição, um episódio é repetido 8 semanas consecutivas apenas com ligeiras alterações.

A Haruhi opõe-se a quem não conheçe esta série

A Haruhi opõe-se a quem não conheçe esta série

Não podemos também esquecer o facto da segunda série ter sido anunciada em finais de 2007 e só ter sido apresentada no passado ano de 2008 e ainda a “web-series” que era para ser apresentada no YouTube e que, em vez do primeiro episódio, mostrou uma bela imagem de vários minutos de um iate a navegar acompanhado de uma bela e calma musica.

Posto isto eu tenho de confessar que me tornei fã. Não sou fanático ao ponto de considerar o Haruismo uma religião verdadeira mas tenho a tradução do 4º livros já encomendado apesar de ainda faltar um pouco mais de 3 meses para sair (o preço também é barato por isso não custa nada). De qualquer forma fica aqui a minha recomendação. Quer vejam a versão de 2009 do anime, leiam os livros ou vão até buscar a versão de 2007 em toda a sua estranha e confusa glória é seguro dizer que vão sair dali seriamente entretidos com as peripécias deste estranho grupo de estudantes.

Clannad

Dez 09 18

Escrito por Luis Nabais @ 18/12/09 3:12 | 5 Comentários »

Furukawa Nagisa

Furukawa Nagisa

OK antes de mais nada vou pedir-vos uma coisa: oiçam-me (ou melhor, leiam-me) e não deitem logo para o lado isto no momento em que eu mencionar o que é. E dito isto aqui vai a posta:

Como muitos de vocês se calhar já notaram (e se não notaram ficam a saber) eu sou capaz de ser aquilo a que se chama um otaku… OK sou mesmo um caso sério e como tal gosto claramente de ver animes e outras coisas engraçadas do Japão. E isso trás-nos ao artigo que estão a ler: venho aqui recomendar vivamente um anime. É também agora que relembro aquilo que disse antes: oiçam-me e não fechem já a janela antes de perceberem o que eu venho aqui dizer, mantenham uma mente aberta que faz bem à saúde mental.

Venho então sugerir-vos uma adaptação para anime de uma das infames Visual Novels japonesas chamada de Clannad. Clannad conta a historia de um rapaz chamado Okazaki Tomoya, um estudante do ultimo ano do secundário de uma das melhores escolas da pequena cidade onde habita. Porém apesar do Tomoya estar numa boa escola isso não faz dele um bom aluno, bem pelo contrario: ele e o seu amigo Youhei Sunohara são ambos “delinquentes” e como tal faltam ás aulas, chegam tarde, não participam em nenhum grupo, etc… A historia de Clannad começa num dia em que Tomoya está a caminhar para a escola (atrasado como de costume) e passa por uma rapariga, a outra personagem principal desta historia, chamada Furukawa Nagisa. Uma rapariga tímida, com problemas de auto-estima e que se encontra a repetir o ultimo ano por ter faltado a grande maioria do ano anterior devido a doença.

Como podem ver a premissa de Clannad é bastante banal e muito gasta até porém eu não viria aqui recomendar este anime se não achasse claramente que se trata de uma obra prima do género bem como detentor de uma historia profundamente tocante. A acção desta série decorre em volta dos esforços de Nagisa com o auxilio de Tomoya para reestabelecer o clube de teatro da escola porém esses esforços servem como padrão de fundo para contar as diversas historias do grupo de amigos de Tomoya, para contar uma profundamente bonita a historia de amor entre os dois personagens principais mas acima de tudo para mostrar a historia de um rapaz (o protagonista) a crescer e a compreender cada vez mais o porque da relação conflituosa que teve com o pai. É precisamente por este ultimo ponto que recomendo vivamente Clannad a todas as pessoas que tiverem a coragem de experimentar uma historia interessante, claramente triste e trágica. Diria que é uma historia para as raparigas e para todos os rapazes que tiverem a coragem de admitir que não são só filmes de acção que gostam de ver.

Eu não sou a pessoa mais indicada para recomendar este tipo de coisas, creio até que tendo a causar o efeito contrario e a desmotivar as pessoas de ver algo que recomendo devido à minha falta de jeito e possivelmente excessiva insistência mas prometo-vos que se tiverem uma mente aberta e não se importarem de ver uma historia tocante Clannad é uma experiência que vão certamente guardar com carinho na memoria.

PS: e já agora não vejam o filme! Se a série já salta em pormenores deliciosos do jogo nem querem imaginar quantos salta o filme (já para não falar na animação inferior e no final agridoce… se bem que bem mais facilmente compreensível admito)

PG Porn

Jan 09 18

Escrito por Luis Nabais @ 18/01/09 0:01 | 1 Comentário »

“Para quem gosta de tudo no porno excepto o sexo” é o subtitulo desta serie… Não há mesmo razão nenhuma para isto sequer prometer vir a ser bom mas ri que nem um perdido com este clip por isso achei engraçado coloca-lo aqui:


(Utilizadores de RSS devem precisar de vir ao blog para ver o video)

E este foi o momento WTF da semana.

pub: