Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Tag: json

Desenvolvimento web moderno

Jan 12 05

Escrito por Luis Nabais @ 05/01/12 22:01 | 1 Comentário »

Hoje em conversa com um colega meu comecei a descrever a abordagem que tenho tomado quando procuro desenvolver um website em HTML, CSS e Javascript e pensei que se calhar era uma boa ideia partilhar aqui a forma como o faço.

O objectivo é simples: criar pequenos sites que funcionam desde um telemóvel até um Desktop com ou sem Javascript activo e tentando suportar tanto quanto possível browsers ligeiramente mais antigos como o IE8 ou o Firefox 3.6.

No entanto sou o primeiro a admitir que esta abordagem não serve para todos os casos mas na minha modesta opinião é um bom objectivo para quem tem sites mais pequenos e quer dar aquela pequena dedicação extra que permite cobrir sem grande trabalho extra uma grande fatia dos potenciais visitantes.

Se tiverem dicas ou sugestões não se esqueçam de as deixar nos comentários mas antes disso vamos à minha abordagem ao problema.

Continuar a ler esta entrada >>

JSON/HTML/XML – Qual devolver?

Nov 10 16

Escrito por Luis Nabais @ 16/11/10 21:11 | 2 Comentários »

Bem este post vai servir não só como uma forma rápida de apanhar algumas opiniões como também para ficar com uma nota para mim próprio sobre esta ideia.

Para o meu TV Wall estou a tentar ir o mais longe possível no juntar da API da aplicação com o que efectivamente é visível para os utilizadores e parte disso passa por tentar ter praticamente o mesmo esquema de URLs tanto para o browser como para a API utilizada pelos mais diversos clientes (quer seja a própria aplicação web em javascript ou outra qualquer hipotética aplicação nativa). Isto faz com que os endereços se tornem por exemplo em algo como /show/house para aceder, neste caso, à pagina associada à série House.

Agora o desafio: como fazer o mesmo endereço devolver HTML para um browser mas JSON (ou XML ou qualquer outro formato de dados) para uma aplicação? A minha resposta passa pelos cabeçalhos HTTP, mais concretamente pelo cabeçalho ACCEPT que ao anunciar que aceita um determinado tipo de dados permite-me devolver-lhe esse tipo em particular deixando o HTML normal para fallback.

Claro que eu posso já começar a ver os problemas associados a esta abordagem: e se surgir um browser que manda um cabeçalho a dizer aceitar application/json quando o que o utilizador quer mesmo receber é a versão HTML? E se um cliente enviar no cabeçalho que aceita tanto JSON como XML? Qual dos dois devolver? Sim, isto são tudo questões muito validas e é por isso mesmo que coloquei esta entrada no meu blog. Opiniões?

Javascript no Servidor

Jul 10 06

Escrito por Luis Nabais @ 06/07/10 3:07 | 8 Comentários »

Como tinha dito antes tenho andado a brincar com algo que apelidei de TV Wall e essa brincadeira passa principalmente por usar JavaScript e funcionalidades novas do HTML5…

Pois bem, aplicações web a correrem praticamente só no cliente são muito giras realmente mas infelizmente ainda são precisas algumas coisas do lado do servidor e para essas tenho andado a usar o bom e velho PHP… E php serve, php dá para responder a pedidos, php cumpre a sua função admiravelmente e acima de tudo php funciona de uma maneira que eu compreendo muito bem: eu aponto-lhe um url e ele corre o script que se encontra nesse url. Serve perfeitamente mesmo que não seja a solução mais moderna ou a que escale da melhor forma.

Mas eu não quero usar php e tenho andado a apaixonar-me cada vez mais com JavaScript. Acima de tudo eu gosto da ideia de que uma aplicação não corre mas sim responde a pedidos. As aplicações não passam variáveis, passam mensagens (e essas mensagens são em JSON no meu caso). O que eu queria mesmo era usar JavaScript em todo o lado e guardar todos os meus dados em JSON.

Guardar os dados já consigo, tenho o belo do CouchDB a deixar-me guardar lá objectos JSON com uma bela api via REST, mas a minha grande duvida é como raios vou usar javascript no servidor…

Temos o Node.js, o Narwall com o Nitro, temos o Ringo e mais uns quantos e a verdade é que eu estou totalmente perdido… Eu não só não sei em qual deles pegar como não faço a mais pálida ideia de como começar a programar o que quero que ele faça… Alguém me consegue dar uma ajudinha?

TV Wall

Jun 10 26

Escrito por Luis Nabais @ 26/06/10 3:06 | 4 Comentários »

Paleta de Cores do TV WallHá coisa de um mês atrás estava eu ligeiramente aborrecido e com vontade de fazer algo criativo mas sem grandes ideias. Não sei muito bem como mas veio-me à cabeça uma única ideia marada de tentar preparar um design com rectângulos. Não sabia para que é que iam servir os rectângulos nem sequer muito bem o aspecto que queria que a coisa tivesse, só sabia mesmo que tinha de ter rectângulos espalhados por todo o lado e atirei-me ao editor de imagem.

O primeiro passo foi escolher umas cores. É engraçado como a cor castanha, que em tempos praticamente declarei como a minha maior inimiga, se tornou ultimamente numa autentica constante em todos os designs que faço. Um sinal da minha evolução nesta arte suponho.

Escolhidas as cores comecei a brincar com vários tipos de conjugações mas faltava sempre uma razão de ser para aquilo. O que iam conter aqueles quadrados? A resposta veio mais tarde quando decidi colocar em dia as minhas séries ao descobrir que o MyTVShows do Ivo estava novamente em baixo: os quadrados vão ter séries!

E assim surgiu o TV Wall: uma “parede” virtual onde se pode colocar as nossas series favoritas. No inicio a ideia era só isto: não havia cá episódios, nem sequer sinopses, apenas as séries e umas imagens bonitas mas o salto para algo mais completo e funcional era fácil de fazer e a API do TheTVDB estava mesmo ali à mão de semear com virtualmente tudo o que é preciso.

TV Wall - Mockup TV Wall - Mockup de janela modal TV Wall TV Wall - Single

 
Tinha então uma ideia e o aspecto da mesma, duas partes já por si complicadas, mas faltava coloca-la em prática e acima de tudo saber como o fazer. Em que linguagens? Em que meio? Para mim a resposta foi simples: Javascript, HTML e CSS. Andava já há uns bons 3 anos a prometer a mim mesmo que ia aprender mais de Javascript e esta foi uma oportunidade de ouro para o fazer.

Meti mãos ao trabalho e comecei a desenvolver código javascript para tornar isto funcional. Pelo caminho fui aprendendo a fazer pedidos AJAX, a converter de XML para JSON usando php e até como executar código assíncrono em php. No futuro ainda tenho planeado usar o Local Storage e o Session Storage que vieram com o HTML5 para guardar informações, um interface catita para telemóveis com touchscreen e ligação ao MyTVShows para poder marcar episódios como vistos.

PHP pode parecer uma opção estranha no meio disto tudo mas tem uma razão muito simples: não tenho dinheiro actualmente para um VPS onde montar algo mais catita como Rhyno e CouchDB mas está planeado para um futuro próximo se possível bem como uma forma de tornar isto em algo ainda mais útil do que possam imaginar. Esta ultima porém é uma ideia que pode demorar ainda muito tempo (e dinheiro) a realizar, considerem-se no entanto teased.

Para já fica aqui a minha versão alpha do TV Wall com o código praticamente colado com fita-cola, as engrenagens a funcionarem à base de doses volumosas de WD40 e a exigir Webkit ou Firefox 3.5 (ou superior). Notem no entanto que tenho andado a testar só em Firefox devido ao belo do Firebug que muita dificuldade tenho em largar porém façam favor de me avisar de todos os problemas que encontrem nos comentários deste artigo ou via Twitter. Aguardo com expectativa as vossas opiniões.

Link: TV Wall

Quando Javascript não faz tudo

Jun 10 06

Escrito por Luis Nabais @ 06/06/10 0:06 | Sem Comentários »

…ou quando precisamos de esconder uma API Key dos visitantes e precisamos de criar um pequeno proxy para os nossos pedidos AJAX.

No meu caso precisava de esconder a minha API Key e consequentemente virei-me para o PHP (a linguagem com que estou mais familiarizado) para criar um pequeno proxy para os pedidos (depois veio a tornar-se ainda mais util ao permitir-me criar copias locais das imagens por exemplo).

Mas deixemos-nos de paleio, passemos ao código:


	// The url of the request
	$url = "http://some.host/api/endpoint/request"
	$cacheTimeout = 0 // No cache in this example

	// Create the curl resource
	$ch = curl_init();

	// Set the url in curl
	curl_setopt($ch, CURLOPT_URL, $url);

	// Tell curl to return the reply as a string
	curl_setopt($ch, CURLOPT_RETURNTRANSFER, 1);

	// Make the request
	$output = curl_exec($ch);

	// Free the curl resource
	curl_close($ch);

	if (!$output) {
		echo "";
	}

	try {
		//Set the proper headers (there's no cache in this example btw)
		header('Cache-Control: no-cache, must-revalidate');
		header('Expires: ' . gmdate('D, d M Y H:i:s', time() + $cacheTime) . ' GMT');
		header('Content-type: application/json');
		header('Content-Disposition: inline; filename=' . $file . '.json');

		// Process the XML and convert it to JSON. Then output it.
		$xml = new SimpleXMLElement($output);
		echo json_encode(new SimpleXMLElement($xml->asXML(), LIBXML_NOCDATA));
	} catch(Exception $e) {
		echo 'Caught exception: ' .  $e->getMessage() . '\n';
	}

E cá está o código que faz um pedido GET usando o CURL a um serviço que retorna XML. Como bónus o código ainda converte de XML para JSON que IMHO é um formato muito mais jeitosinho de se trabalhar.

Notem que a gestão de erros aqui é praticamente inexistente e que devem sempre limpar o input do utilizador antes de fazer o que quer que seja com ele (mas isso é o ABC de programação web e já todos sabem).

pub: