Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Tag: deolinda

Arrisquemos caraças!

Fev 11 16

Escrito por Luis Nabais @ 16/02/11 22:02 | 10 Comentários »

Foto de n.hewson, via Flickr

Foto de n.hewson via Flickr

Epah primeiro que tudo peço de antemão desculpas pelo tom um pouco mais acalorado da entrada que se segue neste meu pequeno espaço online.

PORRA, CARAÇAS! Já não posso mais com o raio da musica dos Deolinda e a mais recente tara dos media nacionais de apelidar a minha geração de “Geração à Rasca”.

Estamos “à rasca” com recibos verdes, estágios intermináveis e más perspectivas de emprego nas nossas áreas de eleição? Estamos sim para quase todas as áreas, isso é um facto. A culpa é nossa? Não, a culpa não é nossa. Vamos chorar e fazer beicinho até que os nossos paizinhos resolvam os problemas por nós? NÃO CARAÇAS!

Já chega de andarmos a passar a mensagem de que somos uns inúteis que só queremos Playstations e LCDs! Já chega de passar a mensagem que nos conformamos com empregos de trampa e estágios intermináveis que em tempos idos teriam sido apelidados de escravatura. BASTA!

Se somos jovens vamos mostrar as nossas qualidades. Se é entre os jovens que há mais idealismo então vamos participar activamente na vida politica do país. Vamos organizarmos-nos (criar até partidos novos se assim for necessário) e colocar a nossa marca no país.

Se é quando se é jovem que se tem de arriscar vamos usar a buzzword do momento, empreendedorismo, e motivar os nossos jovens a constituir as suas próprias empresas em vez de aceitar mais um trabalho de 3 meses a recibos verdes que mal dá para comer. Custa ter dinheiro para isso? Custa. Os apoios que há estão profundamente minados de condições irrealistas e/ou compadrios que os tornam inalcançáveis? Estão. O que podemos fazer? O mesmo que se faz há anos: bater a toda a santa porta com a nossa ideia. Seja aos vossos pais, tios e avós, aos vossos professores, amigos ou o gajo rico da aldeia e juntar o dinheiro à moda antiga. Bolas, até já se pode constituir uma empresa por 1€ querem mais o quê?

Vamos deixar de ser mais uma geração à espera do D. Sebastião e pegar o touro pelos cornos. ARRISQUEMOS CARAÇAS!

PS: e pronto, já tirei do peito o que tinha a dizer.

pub: