Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Nokia + Microsoft ou como a Nokia admitiu a sua irrelevância

Fev 11 11

Escrito por Luis Nabais @ 11/02/11 12:02 | 5 Comentários »

Quem me conhece sabe que nunca escondi o facto de ser um grande fã do hardware da Nokia e até mesmo de um pequeno pedaço de software extremamente competente que da noite para o dia toda a gente passou a odiar: o Symbian.

Foi com o Symbian que descobri o que era um smartphone, que descobri o que era poder levar a web no meu bolso (a custos astronómicos admitamos), que descobri o que era poder reduzir vários gadgets num ao combinar telemóvel com agenda, calendário, jogos, clientes de twitter e facebook, ver ficheiros word ou pdf, etc… E fiz tudo isto antes sequer do iPhone conseguir copiar e colar um pedaço de texto, enviar uma mms ou fazer uma videochamada, tudo antes sequer do raio do Android conseguir sequer enviar um ficheiro via Bluetooth. Resumindo: a Nokia basicamente popularizou o smartphone e eu gostei tanto que voltei sempre aos telemóveis da marca eventualmente até hoje.

Nokia - Symbian to Windows Phone

Nokia - Symbian to Windows Phone

Hoje a Nokia anunciou uma parceria com a Microsoft para a produção de aparelhos com Windows Phone 7 e aquilo que é uma grande vitoria para a equipa de Redmond é também por outro lado uma capitulação da Nokia que vai eventualmente levar a sua posição no mercado a tornar-se tão relevante quanto empresas como a Sony Ericsson, LG ou Samsung. A Nokia abdicou da sua posição de líder para passar a ser um seguidor pura e simplesmente. Não digo com isto que seja uma má jogada, bem pelo contrario creio é a opção correcta para assegurar o futuro da empresa sem correr riscos mas pelo caminho é preciso dar a machadada final em algo que tem sido o principal problema da Nokia nos últimos anos: o software.

Com o anuncio de capitulação hoje a Nokia passou nas entrelinhas mais umas quantas mensagens para aqueles que viam na Nokia ainda um pouco de da esperança no que toca ao futuro: o QT vai ser abandonado como plataforma de excelência e o MeeGo volta a ser uma brincadeira em vez de um produto sério. Com isto a Nokia perdeu-me como potencial cliente. Já fui queimado vezes demais com os abandonos da Nokia: primeiro com a N-Gage, depois com a N-Gage outra vez, com o Ovi, com o Maemo GTK e agora com o QT e o MeeGo. Não vale a pena, a Nokia disse hoje alto e bom som: “Não somos de confiança, vamos abandonar sempre o software pois só queremos vender hardware e nada mais.”

Hoje a Nokia perdeu-me como cliente e isso vai-se reflectir quando chegar o momento de trocar de telemóveis cá em casa. Em vez de recomendar um C6 à minha irmã sou capaz de lhe recomendar antes um X10 Pro se ela insistir no teclado ou um qualquer outro telemóvel low end da gama Android e o mesmo digo para a minha mãe. Heck, sou capaz de aceitar as sugestões do meu tio e sugerir dumbphones Samsung para os meus pais em vez dos Nokias de baixa gama. Desconfio assim tanto da palavra da marca neste momento.

A Nokia disse hoje alto e bom som que não são de confiança no que toca ao suporte do seu software e eu ouvi depois de anos de dicas. Adeus Nokia, desejo-te o melhor mas certamente sem me teres como cliente.

PS: e para a empresa de Relações Publicas que anda a mandar-me emails sobre o OVI App Wizard este post serve também como resposta. Não vou dedicar sequer 1 segundo do meu tempo a uma tecnologia que vai certamente ser abandonada pela Nokia em pouco tempo conforme é aparentemente tradição naquela parte da Finlândia.

pub:

5 Comentários

  1. Miguel

    11 de Fevereiro de 2011 ás 21:55

    a utilizar Google Chrome 9.0.597.94 em Mac OS X 10.6.6

    Ficaste assim tão desiludido com a Nokia por “abandonarem” um sistema operativo que não consegue acompanhar a concorrência? É verdade que durante muitos anos estiveram em clara vantagem com o sistema operativo, mas hoje em dia já se nota a idade do Symbian (digo eu que tenho um Nokia X6 e não o aguento…).

    Eles sempre tiveram bom hardware, e penso que vão apostar ainda mais forte nessa vertente. Podes ver o caso da HTC que ultimamente tem tido um sucesso enorme a desenvolver bom hardware e a suportar diferentes sistemas operativos.

    • Luis Nabais

      11 de Fevereiro de 2011 ás 21:59

      a utilizar Mozilla Firefox 3.6.13 em Windows 7

      Nah, eu estou desiludido por terem colocado o MeeGo de volta onde começou: no campo das brincadeiras e experiências. Isso sim deixou-me desiludido.

      E não me venhas dizer bem da HTC que honestamente não se comparam à Nokia imho. Muito bons sim mas é tipo a diferença entre a Ford um BMW: são ambos bons mas um é claramente melhor (estou a falar de hardware só).

      E mais se vires o que comunicaram basicamente abandonaram TUDO em prol das soluções microsoft: é o Bing para pesquisa, é os mapas Ovi que vão á vida e passam a usar os do Bing, é a OVI Store que vai á vida em prol do Windows Live Marketplace, QT vai embora em prol do Silverlight… TUDO. Não se safou nada no software o que basicamente significa dar um pontapé nos tintins de todos os developers que alguma vez fizeram aplicações para eles.

  2. Cromos do Cosmos

    12 de Fevereiro de 2011 ás 00:26

    a utilizar Google Chrome 9.0.597.94 em Windows XP

    Aqui em casa tudo usa Nokia. A razão é que assim todos usamos o mesmo tipo de carregador, é um motivo parvo, mas é esta a verdade. Aqui temos de tudo, desde os tlm de €20 até ao 5800.Recentemente troquei de telemóvel, e a escolha recaiu novamente na Nokia (um E series). A escolha não foi fácil pois não gosto de dar mais de €200 – €250 por um aparelho que se desvaloriza rapidamente, pelo que a dúvida era entre Nokia, ou um Android manhoso de €150 a €200. O motivo da escolha foi simples, o symbian. É uma plataforma estável e previsível, e um E séries é para trabalhar e não para instalar mil e uma apps que pouco acrescentam ao tlm.
    Se fosse hoje provavelmente não faria a mesma escolha. Lá ia eu para um Android, que apesar de eu considerá-lo um SO muito consumidor de CPU e memória relativamente ao Symbian. A bateria do meu E series dura 2 a 3 dias de uso intenso. Que tlm Android pode dizer o mesmo? A verdade é que o futuro é mesmo Android. E a Nokia confirmou isso mesmo hoje.  Até assusta ver a página da Nokia.

    Este comentário não me está a levar a lado nenhum, mas isso tb não interessa nada.
    PS. Será que a Nokia já se esqueceu da merda que a Microsoft fez na Apple? (Ainda só passaram 25 anos.)

  3. hugocardoso

    12 de Fevereiro de 2011 ás 01:03

    a utilizar Safari 533.19.4 em Mac OS X 10.6.6

    Essencialmente a Nokia tomou a medida que garante a viabilidade da empresa. Não os censuro, mas é natural que muitos clientes se sintam defraudados.

    Mas também tenho a certeza que continuarão a vender milhões de telemóveis, embora esteja algo céptico em relação a esta parceria com a Microsoft. 

    Nunca fui entusiasta da Nokia (tive apenas um Ngage QD) ou do Symbian, mas reconheço as suas virtudes. A partir de agora é evidente que o mercado dos smartphones se vai dividir entre iOS e Android, mas não descartem a Nokia/MS. 

    Não tenhamos pena da Nokia, que vai continuar a facturar milhões mas a evolução da empresa dará sem dúvida um excelente case-study.