Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Lisboa da minha infância

Set 07 08

Escrito por Luis Nabais @ 08/09/07 3:09 | 5 Comentários »

Estava eu para me ir deitar ainda agora quando passei como zapping pela RTP Memoria e fiquei vidrado no ecrã. A razão? Um programa intitulado “Bairros Populares de Lisboa” e que, pela imagem que apanhei da sede da CGD em construção, deve ter sido produzido na segunda metade dos anos 80.

O programa mostrava praticamente todas as ruas da cidade de Lisboa aquela data falando da historia dos edifícios e com o locutor a repetir varias vezes como o aspecto dos prédios era “simpático” 😛

No entanto isto deixou-me a pensar aqui numa coisa: sempre fui um bocadinho atraido pela área do urbanismo, em pequenito até me punha a desenhar cidades de papel com prédios, ruas, rotundas, auto-estradas, etc, e este programa meteu-me a pensar no que alguém poderia fazer pegando nos arquivos de imagem da RTP e usa-los para examinar os erros e as boas decisões de urbanismo da segunda metade do século XX.

Não sei porquê mas era um programa que seria bem capaz de me cativar como espectador e conhecer os erros do passado sempre foi uma óptima forma de impedir erros de futuro.

Desde a construção das Avenidas novas da cidade até aos “Ghettos” criados pela má gestão dos anos 90 sem esquecer pontos marcantes como a 2ª Circular ou as emblemáticas torres das Amoreiras. São questões que eu como Alfacinha gostava de conhecer melhor na minha cidade e não me apetece assim muito andar a vasculhar as bibliotecas municipais pela informação toda.

Mas pronto, isto foi só um desabafo de algo que eu gostaria de ver um dia fosse em formato de TV, Livro, DVD, Revista, Jornal ou qualquer outro meio de comunicação mas gostava mesmo de saber mais sobre a minha Lisboa.

PS: Já agora acabei de me lembrar que nunca fui ao museu municipal… Fica na minha lista de “To-Do”s deste ano no entanto.

pub:

5 Comentários

  1. hugocardoso

    E eu que pensava que na RTP Memória só passavam jogos de futebol ou novelas de há 20 anos atrás :P, só ficava bem a própria Camara disponibilizar essa informação no seu site por exemplo… se a tem não encontro lol 😯

  2. Nuno

    Ola

    eu ja dei uma vista de olhos num livro que consistia praticamente apenas em fotos de lugares em Lisboa, uma antiga (desde 1900) e outra actual.

    A ideia que me marcou mais dessa leitura foi que houve tempos em que era possivel ir a muitos sitios no centro de Lisboa (ie: entre a 2a circular e o Tejo) usando apenas os electricos da Carris (exemplo: de Benfica ao centro em 15 minutos!).

    Essa infraestrutura foi destruida em vez de ampliada em proporcao ao crescente numero de pessoas na cidade. resultado: pagou-se a rede de electricos, depois paga-se a compra de automoveis individuais, depois paga-se a ampliacao do Metro, paga-se o parqueamento e talvez um dia se venha a pagar uma portagem a entrada da cidade. quem tera sido o responsavel?

  3. Phil

    Deixo outra dica, mais fotográfica…vai até ao Arquivo Fotográfico de Lisboa, na Rua da Palma (na continuação da Av. Almirante Reis, quase a chegar ao Martim Moniz), e lá poderás encontrar muitas fotos que poderã ser úteis para o teu projecto.

  4. Dextro

    @Nuno: Ora aí está algo que já digo há bastante tempo. Se há coisa que gostava de rever em Lisboa eram os eléctricos 🙁

    @Phil: Quem me dera a mim ter os conhecimentos de arquitectura e urbanismo e, mais importante do que isso, o tempo para entrar em tal projecto… 🙁