Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Arch Linux – Linux para os Bravos!

Mai 07 13

Escrito por Luis Nabais @ 13/05/07 0:05 | 4 Comentários »

2. Configurações

Se estão habituados a um qualquer Windows ou Mac podem começar a preparar-se para entrar em pânico já que aqui é tudo mas absolutamente tudo configurado editando ficheiros de texto. Existem sempre a hipótese de se instalarem ferramentas gráficas para efectuar a configuração mas até chegar a esse ponto é necessário passar por muitos ficheiros de textos e aprender a lidar com o gestor de pacotes pacman (equivalente ao apt-get e afins). Felizmente este ultimo é tão fácil de usar como a ferramenta do debian apesar de ser um pouco mais lento.

Existem no entanto algumas ferramentas como o hwdetect que nos ajudam a detectar e configurar automaticamente diversas partes do sistema sem nunca no entanto chegar à simplicidade de um qualquer Ubuntu ou Fedora.

3. Personalização e funcionalidades
Quando finalmente dispomos de tudo a funcionar e estamos prontos a começar a personalizar o nosso sistema somos presenteados com aquilo de que o verdadeiro linux é feito: escolha! Podemos escolher tudo desde o ambiente gráfico que queremos até ao mais basico do wallpaper como em todos os sistemas operativos. Escolha é o mote do dia e como tal nada vem por defeito: têm escolha de xfce, gnome, kde, openbox… basta escolher e usar o pacman para instalar ou o ABS (Arch Build System) para compilar.

Não vou poder aqui especificar bem quais as capacidades do sistema no fim da instalação já que elas estão limitadas ao que o utilizador escolher instalar mas resta dizer que o sistema é muitíssimo rápido quando comparado até com um Fedora (que na minha opinião já era bastante mais rápido do que o Ubuntu).

Os pacotes são actualizados virtualmente todos os dias e as versões dos mesmos estão sempre actualizadas ao contrario do que acontece na maioria das “grandes” distribuições onde as actualizações são atrasadas por forma a assegurar a estabilidade. No entanto e apesar desta rapidez de actualização o Arch não é de forma alguma um Linux instável, antes pelo contrario: a estabilidade e rapidez são duas palavras bastante apropriadas para descrever esta distribuição mesmo que esporadicamente uma nova versão de um pacote cause problemas.

A quantidade de pacotes existentes não é tão extensa como a de um Ubuntu ou Fedora mas dispõe uma grande quantidade de pacotes disponíveis não ficando muito longe destes. Efectivamente quase tudo o que for preciso poderá ser encontrado nos repositórios do pacman e mesmo que tal não aconteça pode-se sempre compilar o programa em questão.

4. Multimédia
Neste campo temos o calcanhar de aquiles do Linux. Apesar de eu ter tido uma agradável surpresa ao ver este sistema ler alguns ficheiros que eu não consegui em Ubuntu continuamos a estar limitados pelo fraco suporte do Linux no que toca a jogos ou até no áudio.

Para perceber melhor as minhas criticas leiam a minha review ao Ubuntu 6.06 LST.

pub:

4 Comentários

  1. Rui Moura

    Boa review. É de facto um pouco “chocante” para quem não está habituado a instalações à homem (leia-se sem instalador gráfico), mas depois de devidamente afinado fica muito mais rápido e estável do que qualquer outra distro “newbie” que por aí anda 🙂

  2. joao

    Sim sr.
    Mas nao concordo com a maior parte das asneiras ditas aqui.
    -Instalacao em varios pcs e mt facil basta instalar e configurar 1 maquina e criar 1 imagem que sera compiada para os restantes pcs.

    – Updates se achas que esta numa versao estavel nao facas updates, caso seja preciso fazer update podes usar repositorios no servidor local com os updates mais criticos.

    – A instalacao e mais facil que gentoo?? tambem nao concordo o novo GUI de instalacao do gentoo e muito facil de perceber como funciona.

    Sinceramente nao sou amante do Arch mas nao poderia deixar de comentar tanta barbaridade.

  3. Dextro

    -Instalacao em varios pcs e mt facil basta instalar e configurar 1 maquina e criar 1 imagem que sera compiada para os restantes pcs.

    Concordo mas isso é igual com todas as distribuições de Linux e não apenas com o Arch Linux.

    – Updates se achas que esta numa versao estavel nao facas updates, caso seja preciso fazer update podes usar repositorios no servidor local com os updates mais criticos.

    Isso funciona tanto para arch, como para fedora, como para ubuntu, como para quase todas as distribuições que por aí andam e continuo a não achar o arch uma distribuição apropriada para um ambiente profissional.

    – A instalacao e mais facil que gentoo?? tambem nao concordo o novo GUI de instalacao do gentoo e muito facil de perceber como funciona.

    Eu ainda não utilizei a ultima versão de gentoo, é verdade, mas talvez me tenha enganado ao utilizar a palavra fácil quando devia ter utilizado a palavra rápido, peco por isso é verdade.

    Agora deixo só a nota que não entendo porque é que as pessoas têm de insultar automaticamente só porque aparece alguém que até gosta e usa a distribuição e simplesmente tem algumas opiniões diferentes.

    PS: Sim, eu reservo-me o direito de apagar os comentários que considero insultuosos

  4. joao

    Eu quando falei em imagens e udpades nao me estava a referir so ao arch mas sim a qualquer distro linux.
    O que so prova que qualquer distro se enquandra numa empresa sem dificuldades, incluindo o arch