Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Desespero

Dez 06 14

Escrito por Luis Nabais @ 14/12/06 22:12 | 8 Comentários »

Sabem o que é sentirmos-nos completamente sós? Sabem o que é perceberem que a cada ano que passa esta pergunta tem um sentido cada vez mais vasto? Sabem que já a fiz umas quantas vezes neste blog e estranhamente cada vez a pergunta faz mais sentido?

Eu tenho amigos, pessoas com quem me dou e sei que algumas delas (duas pelo menos) lêem este blog regularmente e no entanto apesar de saber que muito possivelmente podia contar com eles para o que vou dizer aqui prefiro pura e simplesmente esconder-me atrás da mascara que é esta pagina azul e branca. Prefiro não ter de enfrentar alguém quando digo, mais uma vez e para minha vergonha, que me sinto um FALHADO com todas as letras e dito bem alto por alguém que tenha coragem para o fazer.

É possível que em cinco cadeiras eu só consiga passar uma? É possível isto? É possível alguém aguentar pela segunda vez consecutiva a possibilidade de vir a falhar? É possível esse alguém que, por infelizmente ser uma pessoa com demasiada noção do mundo real, entenda que por cada falhanço dele é menos uma chance de ter sucesso na vida? É possível que essa pessoa aguente perceber que ou é demasiado preguiçoso ou demasiado fraco para conseguir ter sucesso em alguma coisa? Acham que é suposto eu aguentar falhar novamente quando sou uma pessoa que tem como principal defeito a falta de auto-estima e a incapacidade de suportar um falhanço?

Não conseguir desabafar com ninguém, não ter um ombro amigo onde me apoiar, não ter ninguém para me enxaguar as lágrimas… Já dizia alguém que “os homens também choram” e podem crer que é a mais pura das verdades. E que motivos tem alguém como eu para estar alegre? Acho que a única coisa que me pode deixar ligeiramente feliz é o tecto sobre a cabeça e a comida quente na mesa mas quando não faço ideia se vou conseguir algum dia ser eu a oferecer isso a outros como posso eu sentir-me feliz ou realizado?

Faz hoje 11 meses que eu comecei a andar com a rapariga mais importante da minha vida que entretanto me deixou e acreditem em mim quando o digo, ainda não a esqueci mesmo depois de 5 meses… Ainda hoje me lembro do toque da pele dela, do olhar dela, da voz dela no meu ouvido… Não faço ideia se vou pensar a mesma coisa daqui a 2/3 anos… PIOR não sei o que raios vou estar a fazer daqui a 2/3 anos e começo a acreditar muito que seja trabalhar num Continente porque com o 12º não me safo e o meu estado mental para o curso está na lastima que está… Já nem os Monty Python me animam!

Dani se tu leres isto (coisa que sei que já não fazes) espero sinceramente que sejas feliz e que nunca mais te metas com ninguém como eu, mereces melhor do que alguém que passa a vida a dizer coisas como a deste post. Meus amigos se lerem isto peço-vos que não tentem dizer nada, já sei que vão falar e até suponho que alguns compreendam o que eu estou a passar mas sinceramente nada do que me disserem vai ajudar. Eu sou pura e simplesmente casmurro ao ponto de não deixar que nada me faça acreditar em mim mesmo.

Eu só espero que encontre o meu caminho em breve, os meus pais não merecem que eu ande aqui a fazer absolutamente nada, não merecem que eu lhes custe dinheiro a mais do que os 17 anos de estudo previstos e eu fiz promessa a mim mesmo que eles não haverão de pagar mais do que isso. O único problema é eu não conseguir fazer nada em 3 anos, já foram 2 que eu estoirei pelas notas que vi hoje e de todas as cadeiras que tenho só gosto de uma…

Para por isto em termos simples: eu quero saber para que raios sirvo eu!?!?! Será que sou bom em alguma coisa? Será que sou efectivamente útil em algum lado? Como gestor de web sites sou fraco, nenhum deles tem propriamente bons lucros ou boas afluências de tráfego. Como web designer tenho um mau gosto desgraçado e sou trabalhando sobre código de outros consigo algo decente. Como locutor de radio já me disseram que até era porreiro… claro que ainda aqui estou e não estou a trabalhar em nenhuma radio. A escrever pareço uma criança de 12 anos, a minha força será comparável à de minha irmã de 12 anos por isso nem para trabalhar nas obras sirvo… Para que raios sirvo eu afinal!?!?

E agora para terminar este post que já se alonga demais deixo apenas o facto de eu me sentir como um covarde por ter escrito isto aqui e ao mesmo tempo sentir-me exposto demais por me ter aberto numa porcaria de um site na internet… acho que só isto diz demais sobre a minha condição social, física e psicológica neste momento…

O Luís Nabais que era feliz em 2003 e andava no 11º ano morreu, longa vida ao inútil que é o Dextro.

pub:

8 Comentários

  1. Ivo Gomes

    Man! Wow!
    Não te culpes pelo insucesso que tens vindo a ter. Provavelmente ainda não encontraste a tua vocação certa, e em muitos casos, se fores bom no que fazes, não precisas de cursos para nada (aqui na empresa alguns dos melhores trabalhadores não têm cursos superiores).

    Existe uma música que nunca me canso de ouvir e de cada vez que a oiço, sinto-me muito melhor.

    “Don’t feel guilty if you don’t know what you want to do with your life…the most interesting people I know didn’t know at 22 what they wanted to do with their lives, some of the most interesting 40 year olds I know still don’t.”

  2. Marco

    como disses-e mts de nós já passamos pelo mesmo, e como tal só te posso dizer:
    1º esquece-a, ou luta por ela, se escolheres esquece-la a máxima só uma paixão para apagar a dor de um amor faz muito sentido.
    2º arranja um ancora na tua vida que não seja o amor.
    3º depois de arrumares a cabeça vais ver que o trabalho corre-te bem.
    4º (Esta foi uma solução para sair de uma dessas), não ligues para o que os outros dizem, vive por ti, primeiro tu, depois tu e só depois tu.

    E não há nada melhor que uns passeio a pé a ouvir música, pela cidade, pelo campo, pela praia. Nadar, correr, fazer exercício físico.

  3. jsilas

    Tao meu? Dextro, tem calma tudo vai melhorar… Tu es uma optima pessoa, isto nao passa de uma ma fase da tua vida, vai melhorar concerteza.

    Cumprimentos

  4. Cláudio Franco

    Calma man…

    Concordo com o Ivo no que a toca a “carreira”. Eu por exemplo não segui para a Univ por um misto de questões financeiras e dúvidas em relação ao curso. Fiquei me pelo 12º e apostei em descobrir algo em que eu podia ser um bom profissional.

    Aos 19 entrei para a Slingshot e consigo sentir que sou respeitado (tanto na empresa como fora dela).

    Agora é uma questão de tentares (sem medo) algumas coisas. Por ex, vejo que em Hardware és muito mais entendido que por ex eu, porque não apostar em ser um consultor independente (ou emprego) de soluções informática? Como equipar XPTO? Porque não tentares administração de serviços?

    Em relação a sentimentos… olha, andei com uma rapariga durante 3 anos, acabámos e durante quase 1 ano andei com ela no pensamento… um dia sem querer pisei uma rapariga num concerto de Blasted Mechanism e já tamos quase a fazer 2 anos.

    Basicamente, aposta em ti, não penses em esquecer/arranjar outra… segue a tua vida e trata de seres feliz independentemente de qualquer outra pessoa.

  5. Mario

    Hey rapaz, tem calma contigo. Estou a passar por uma situação identica á tua.

    Há 3 meses que acabei o namoro com a rapariga que procurei toda a minha vida e afectou-me pa crl, ainda hoje me custa mt coisa mas não me ponho abaixo tal como tu o não podes fazer.

    Ninguem quer saber de um gajo que se sente um falhado, tens de ser forte, mostrar que tens ambição e objectivos na vida.

    E já agora pensa bem no comentário do claudio. Teres uma licenciatura não te garante nada a não ser qualificação nível 5. Agora vai procurar as pessoas mais ricas de Portugal vais ver que muitas delas nem o 9º ano têm.

    Não precisas de licenciatura, precisas é de força de espirito e vontade, auto-estima e alguma sorte. 8)

    Pensa positivo 🙂 é ocmplicado eu sei mas o mundo é mt grande e tens mt coisa pa descobrir

  6. Isa

    O quanto eu te compreendo.. felizmente, já são águas passadas ^^

    Quanto à carreira, toda a gente que já comentou aqui sobre isso tem razão, não precisas de ter uma licenciatura para teres o emprego que queres..eu também tenho só o 12º (curso profissional) e isso não me impediu de conseguir emprego exactamente no sitio onde queria…se achas que a uni. não é para ti, experimenta outras alternativas…

    Normalmente, quando nos sentimos mais cansados ou desmotivados porque as as coisas nos correm mal, temos tendência para cair nesses estados…eu caio muia vez, mas felizmente nunca duram muito tempo, pois tenho quem me ajude, que é a outra parte do teu desabafo..não digo que seja fácil encontrar “aquela pessoa”, porque não é, e parece que quanto mais pensamos nisso, mais tempo parece que leva..mas de um momento para o outro, essa pessoa pode aparecer, como aconteceu ali por exemplo com o Cláudio : ) (já comigo foi mais complicado e ainda tive que lutar um bocadinho hi hi)

    Estas a passar por uma fase má, e isso é natural..Desabafar e reconhecer que as coisas não estão bem é o primeiro passo, agora trata lá de levantar essa auto-estima, e acreditares em ti próprio e naquilo que podes/consegues fazer. É um bom principio! Força nisso!

  7. m

    Perferi esconder-me atrás de uma letra, desculpa a cobardia. Desculpa também a invasão do teu blog, li uma coisa que se calhar nao tinha o direito de ler e porque sei o q estas a passar digo-te que nuncav mais deves escrever uma cena destas. Nao pq seja incorreto exprimir-mos as cenas q nos vao na cabeça, tiveste a coragem q eu jamais teria. Mas tu nao podes mesmo deixar-te cair numa cena dessas. Ninguem é falhado e tu muito menos, tens imensos talentos q eu sei. Tens k saber aproveita-los. Tens sorte de saber pensar por ti, nao sao muitos q tem as ideias q tu tens, k sabem as coisas q tu sabes aos 19 anos.
    Eu tbm estou na faculdade e também senti e ainda sinto uma repulsa muito grande em relaçao as cadeiras k tenho k frequentar, ha algumas k nao me motivam a minina. Mas isso nao quer dizer q seja falhado, quer dizer sim q tnho q me esforcar o dobro pra conseguir. As vezes nao apetece, mas se é isso q quero tenho k correr atras.
    Se achas que nao es bom a fazer nada dessas cenas k tentas fazer procura aquilo q realmente es, todas as pessoas são especiais e tem dons q as tornam unicas, mas a busca do verdadeiro ser é um caminho com mtas pedras e abismos, nem todos conseguem fazer a viagem e depois sentem-se falhados. Se tens coragem pra escrever um post desses tambem tens q ter forca pra buscares aquilo q verdadeiramente es. E se te sentes realizado a fazer o q quer q seja, mesmo q os outros nao aprovem, que é alguem para te limitar,criticar?
    Desgostos de amor tambem ja provei e digo-te que nao são nada faceis, tu sabes.Mas tens algumas hipoteses tens q escolher..Ou a pessoa merece mesmo ter-te e tu ai tens k lutar por ela, ou es bom demais pra ela e devias fazer tudo pra esquecer (o q nao quer dizer andar prai com outra so por andar, a solidao ensina-nos as vezes randes coisas) ou então deixar-te definhar, perder a tua alegria de viver por estares preso ao passado. Pensa no que queres e não digas mais que o Luis Nabais morreu, tu es o Luis Nabais e tens que lutar por ti se tu nao o fizeres ninguem mais podera faze-lo.