Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

3. Mac OS X Tiger (10.4.2) – K.I.S.S.

Fev 06 27

Escrito por Luis Nabais @ 27/02/06 21:02 | 7 Comentários »

3.3 Personalização e funcionalidades
O sistema está instalado, a Dock já apareceu no fundo do nosso ecrã e estamos pronto a por á prova as funcionalidades do nosso sistema.

A Dock é um conjunto de icons no fundo do ecrã que ao mesmo tempo serve como gestor de “janelas” como também de ponto de acesso á grande maioria das aplicações e funcionalidades do sistema.
Como complemento a esta existe o Finder, a tradicional barra que acompanha o Mac OS desde os seus primordios e que dá acesso a todas as funcionalidades do sistema bem como um espetacular motor de pesquisa de ficheiros que dá pelo nome de Spotlight e que continua a deixar ferramentas como o Windows Desktop Search, o Google Desktop ou até mesmo o Beagle a milha…

Olhamos então para a nossa Dock e podemos ver as Desklets, a aplicação de correiro electronico Mail, o browser Safari, a ferramenta de instant messaging iChat, uma lista de contactos, o famoso iTunes, um calendario, o iPhoto e o leitor multimedia que dispensa apresentações: o Quick Time.

Estas são as aplicações padrão da Dock mas existem mais algumas como o editor de texto que se encontram guardados na pasta de aplicações. E é aqui que entra uma das genialidades deste sistema: a instalação de novo software. Não existe nenhum sistema operativo no mundo que seja mais simples neste campo do o que mac nem nunca existiu (tirando talvez os tempos em que bastava escrever game.exe).

Supunhamos então que acabaram de fazer o download do firefox (o que não recomendo mas já explico porque mais á frente). Têm agora no vosso “ambiente de trabalho” um ficheiro chamado firefox e clicam sobre ele e o sistema monta-o como uma imagem de cd e surge uma janela com um icon do firefox. Agora notem a genialidade: abrem a pasta de aplicações usando o finder e arrasta o ficheiro do firefox para ela. É requesitada a password de admnistrador e está feito, o firefox fica instalado e basta clicar no icon nas aplicações e correr o programa (ou arrasta-lo para a Dock para ser mais conveniente). A quantidade de aplicações no entanto fica bastante aquém daquela existente para Windows ou até para Linux no entanto…

No que toca aos leitores multimedia não há melhor! Comprem um iMac e um iPod e têm o conjunto multimedia perfeito quer em casa quer fora dela. iTunes é simplesmente o melhor leitor multimedia actual e o quick time á muito que atingiu a sua maturidade, juntem ambos e têm uma experiencia que complementada com o front row das novas versões ofereçem uma experiencia de entreternimento perfeita para qualquer casa. E com a adição da iTunes store têm sempre a musica que querem ouvir a um preço e uma distancia confortavel… só falta um tablet ou um pda da mac para completar a experiencia.

No que toca ao editor de texto temos exactamente o mesmo problema que no windows: o editor do mac é simplista demais e serve apenas para tomar notas e nada mais pelo que somos obrigados a recorrer a aplicações de terçeiros como o genial (e caro) Office da microsoft, o OpenOffice (dificil de instalar e lento) ou o NeoOffice (openoffice desactualizado e ligeiramente mais facil de instalar).

Mas chegamos ás ferramentas de acesso á internet e aqui mais uma vez temos uma vitoria esmagadora deste sistema da apple sobre qualquer um dos seus competidores. Se já usaram o firefox certamente ja ficaram maravilhados pela forma como este é compativel pelos Standarts, rapido e pela sua caixa de pesquisa rapida… Pois bem nunca usaram o Safari para pensar isso! Tal como disse antes instalar o Firefox é algo que só vão fazer num mac por necessidade profissional (caso sejam web designers) porque o browser do sistema é simplesmente perfeito para qualquer utilizador, até os mais exigentes. É compativel com os standarts, é rapido (e melhora a cada versão neste aspecto) e tem aquela bela caixinha de pesquisa que o Firefox tão habilmente copiou.
Quanto ao programa Mail depois de o experimentarem certamente não vão querer mudar, é tudo o que posso dizer.

Tal como no Windows, no Mac OS não temos um repositorio central mas temos uma ferramenta que verifica updates para todo o sistema pelo que não é tão mau como esperavamos… E também se pensarmos que a maioria dos utilizadores de Mac são actualmente pessoas no meio artistico digital como modeladores ou designers profissionais podemos rapidamente perceber qual seria o problema em tentar transmitir via web aplicações como o photoshop ou o 3D studio max que ocupam varios cds de instalação…

pub:

7 Comentários