Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

2. Windows XP SP2 – Usado por 97%

Fev 06 05

Escrito por Luis Nabais @ 05/02/06 13:02 | 5 Comentários »

Primeira parte da minha analise sobre qual sistema operativo escolher.

Uma analise aos pontos fortes e fracos do Windows XP Service Pack 2 de uma vista de olhos de um utilizador casual com tendençias para se tornar Power User.


2.1 – Instalação

O processo de instalação do Windows XP é simples. Nada mais simples do que meter o cd, ler com atenção cerca de 3 ecrãs e a partir dai é tudo automatico até os ficheiros estarem copiados e em disco altura em que nos é pedido o serial e os nomes dos utilizadores.

Tenho de tirar o chapeu á microsoft no que toca á instalação do xp, é simplesmente uma das mais faceis de todos os sistemas operativos o que por um lado é optimo (quase todas as pessoas o conseguem instalar) como por outro é algo que faz qualquer power user gritar de panico devido á falta de opções.

No fim da copia dos ficheiros surge um paradoxo: apesar de existirem campos para criar multiplas contas separadas da conta de administrador o sistema entra por defeito para esta mesma na primeira utilização. Isto é claro um grave erro de segurança que se mantem desde a primeira versão do Windows e que permite que muito mais facilmente programas maliciosos penetrem no sistema e o danifiquem com gravidade.

2.2 Configurações
Neste ponto o Windows aprendeu com o seu “mentor” do Mac e nesta versão (mais concretamente no Service Pack 2) quase tudo é configurado automaticamente… no entanto a qualidade das drivers disponiveis no sistema deixa muito a desejar com performançes gritantemente inferiores ás drivers dos fabricantes pelo que se perde bastante tempo a instalar drivers caso não se tenha sorte. Ainda no campo das drivers algo que é um pouco estranho é a opção de verificar os servidores centrais do windows para obter drivers, estranhamente pareçe que nunca têm drivers para nós.

É-nos também presenciado um aviso sobre as funcionalidades de segurança que dispomos avisando-nos rapidamente para ligar as actualizações automaticas e firewall bem como recomendando a compra/instalação de um anti-virus. Uma boa ideia sem sombra de duvidas.

pub:

5 Comentários

  1. Mario

    Já és a 4ª pessoa que vejo assim.
    Não percebo porquê tanto fascinio pelos Macs.

    Já em relação a multimedia farto-me de ouvir dizer que o Mac é melhor para trabalhos multimedia que os pcs no entanto em 3 empresas que visitei relacionadas com produção multimedia usam todas PCs e nunca tiveram problemas.

    Resta-me saber uma coisa, será que é tão facil trocar componentes de um mac como e de um pc? Afinal se quizer mais memoria, outra placa de som ou algo assim compro e instalo sem grandes problemas. Nos macs é igual? 😈

  2. Dextro

    Mario a questão é que os Macs são amplamente usados pelas grande empresas de multimedia internacionais e todos os designers que conheço adoram trabalhar em mac.

    São estaveis (porque têm sempre o mesmo hardware), têm uma interfaçe excelente, são duradouros… acima de tudo são bestas no que toca a trabalhar, aguentam com tudo! O processamento daquilo é inigualavel.

    3DS Max, Photoshop, etc… todas essas ferramentas estão optimizadas para mac e até suplantam as contrapartes do pc. Upgrades podes mudar discos e memorias habitualmente, placas audio é que já não é assim tão simples (não existem drivers creative) mas quem trabalha em audio profissional usa mesas de mistura, não pcs 😛

  3. Rui Moura

    Aqui na Universidade temos o atelier de design repleto de Imacs e só não percebe o fascínio de um Mac quem nunca lhe pos as mãos em cima.
    Nenhum designer que se preze tem um pc (estou a falar no estrangeiro). É uma moda ? Claro que não é uma moda. É um facto. Até trabalhar em photoshop parece mais simples num Mac que num pc.
    E por cá muitas redacções de revistas e jornais estão equipadas com Macs.
    Um Mac é uma Mac. Um objecto de design, uma obra de arte, um computador que funciona.
    Queres instalar um programa? Arrastas o programa para a pasta das aplicações e já está. Queres desinstalar ? Arrastas para a reciclagem e já está. Não deixa dezenas de vestígios no registo que mais cedo ou mais tarde vão começar a dar problemas.
    Raramente bloqueia. Raramente crasha. Podes passar anos sem ter que fazer uma instalação nova (tens que fazer por vezes por causa do update do próprio MacOS).
    Assim de repente, não me lembro de nenhuma desvantagem dos macs … Jogos ? Nahhh … Tenho Americas Army nativo para Mac e como é o único jogo que eu jogo não tenho problemas com isso.
    Quanto a software arranja-se da mesma maneira que o dos pc’s … No piratebay 😆

    Mas este artigo é sobre o windows … 😕 … Mas isso já todos o conhecemos, não é ?

    Ps: este meu fascínio pelos Macs desenvolveu-se nas poucas horas que consigo passar com eles na Universidade. Infelizmente, e vai-se lá saber porquê, são muito requisitados … E os 5 pc’s que há na sala (novos em folha) estão a apanhar pó quase todos os dias.

  4. Ivo Gomes

    Eu trabalho com um Mac há cerca de 1 ano e desde então deixei de ter dores de cabeça com o computador. Quando usava Windows havia sempre alguma coisa que deixava de funcionar inexplicavelmente, ou era necessário instalar montes de drivers para que algum hardware funcionasse…

    Além de ser muito mais robusto (dá para ter várias aplicações pesadas a correr em simultâneo sem se notar nenhuma diminuição da performance do computador), é também muito mais fiável (em 1 ano só me crashou 2 vezes). E o melhor de tudo, é que o interface é realmente intuitivo e simples de usar.

    A cereja no topo do bolo é o “estilo”. 8)

    No final do ano passado estive a trabalhar num cliente cujo departamento de produção gráfica era totalmente composto por Macs.