Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Pixel Art Isométrica

Out 05 18

Escrito por Luis Nabais @ 18/10/05 23:10 | 14 Comentários »

Ponto 3: Linhas e rectângulos

Ok vamos então passar á acção propriamente dita depois de eu tanto falar e vamos fazer a nossa primeira linha. O conceito da linha em Pixel Art Isométrico é muito simples: 1 para cima, 2 para o lado. Já vão perceber como isto se concretiza.

Vamos então abrir o Paint e fazemos: Ver –> Zoom –> Personalizar e escolhemos 800%

Sugiro que usem uma imagem pequena (entre 100x100px e 200x200px) para começar e preparem-se para fazer a primeira linha. Como já disse: 1 pixel para cima, 2 pixeis para o lado. Devem obter algo como isto:

1 Linha

A partir de agora todas as linhas rectas que queiram fazer em Pixel Art serão feitas assim mas como podem ver isto é relativamente simples portanto vamos andar para a frente e fazer um pequeno quadrado, comece por adicionar mais um lado:

2 linhas

Ok agora que já temos dois lados e sabemos o tamanho de cada um dos lados vamos completar com os outros 2 (em ultimo caso copiem um dos lados na totalidade):

Quadrado

E pronto temos um quadrado feito, se quiserem façam ver –> zoom –> tamanho normal para ver como fica um pequeno quadrado em perspectiva.

Nesta altura uma boa sugestão seria copiar esta imagem variadas vezes e elaborar uma pequena grelha semelhante a um tabuleiro de xadrez sobre onde efectuaram os vossos trabalhos. Não é fácil faze-lo no Paint, regra geral é necessário efectuar as novas linhas á mão em vez de copiar portanto sugiro que se querem levar isto a sério usem software mais profissional como o GIMP.

Mas avançando, um quadrado não é muito útil: queremos cubos. Então vamos aproveitar este quadrado já feito para completar o cubo (eu não faço assim habitualmente mas sim começando de baixo para cima mas o facto é que rapidamente podem ficar confusos com o que estão a fazer dessa forma):

Topo de um cubo

Tenham atenção pois as 3 arestas verticais visíveis têm EXACTAMENTE o mesmo tamanho por isso contem os pixeis (quadriculas) e assegurem-se que os têm em exactamente o mesmo numero ou acabaram por obter um cubo estranho. Notem também os locais onde as 3 arestas se encontram com o quadrado do topo, é importante que definam desta forma se planeiam usar uma iluminação igual á minha mas falarei disso mais tarde, para já limitem-se a seguir-me.

Vamos então completar o nosso cubo, calculo que agora sabem como o fazer portanto vamos a isso:

Cubo completo

E cá está o nosso cubo completo vamos passar á próxima fase.

pub:

14 Comentários

  1. Visitante X

    Muito bom o teu tutorial. Espero que aperfeiçoes a técnica para te tornares um verdadeiro pixel-artist Português!
    Para mim a dica mais porreira foi a de retirar as arestas ao cubo, para o tornar mais “real”.
    As pirâmides parecem efectivamente, o mais complicado… :roll:
    Permite-me também acrescentar que, nas ferramentas mais “profissionais”, e falo do Photoshop neste caso pois o meu contacto com o GIMP é praticamente nulo e não sei se tem essa funcionalidade, podes sempre manejar o “voltar atrás” através do history, e fazê-lo de uma forma pontual, e até mudar a ordem as acções, e dessa forma não perder todas as alterações que fizeste.

  2. rmvalente

    Estou a ver se inicio os meus “desenhos” em pixel art… Para mim ainda é muito desconhecido e o que sei, resume-se a relativamente muito pouco…

    [email protected] Enviem um e-mail se tiverem dicas interessantes que me possam ajudar…

    Uma pergunta…
    Eu tenho Macromedia Fireworks MX, é melhor, pior? Devo usar??? 😯

    😆 Comprimentos e parabens pelo Tutorial 🙂
    rmvalente

  3. Dextro

    Fireworks não é lá muito boa escolha para isto já que, se não me engano, é mais focado em desenho vectorial enquanto pixel art é baseado em pixeis. É possível utiliza-lo mas no entanto algo como o Paint.Net ou o Photoshop seriam possivelmente melhores escolhas.

  4. andrezero

    22 de Maio de 2008 ás 19:44

    a utilizar Mozilla Firefox 2.0.0.14 em Windows Vista

    Execelente tutorial…

    Quando preciso de fazer algo do género, tipo icons, uso simplesmente o PAINT e tenho uma prática do caraças naquilo, o que é essencial porque só tem 4 níveis de undo!

    Claro que por vezes limito-me a pegar numa imagem maior e reduzi-la para 32×32 e depois dar uns toques ao nível do pixel para dar melhor definição aos contornos essenciais.

    Eu sou um grande fã do lado artesanal… quando se começou a falar de pixel art achei que era um back-to-the basics e um autêntico tributo aos velhos tempos do z80 e afins, em que os “sprites” eram “programados” pixel a pixel…

  5. António Pedro

    25 de Julho de 2008 ás 11:45

    a utilizar Mozilla Firefox 3.0.1 em Linux

    Há programas mesmo específicos para Pixelart… um que eu me sinto confortável a usar (e que é multiplataforma) é o mtPaint 🙂 Try it