Introduza o termo a pesquisar e clique Enter.

Pedalo

Jul 05 10

Escrito por Luis Nabais @ 10/07/05 4:07 | Sem Comentários »

A cada pedalada um novo sentimento.

Com a primeira uma liberdade… um sentimento de leveza pelo que passou e por aquilo que já não tenho de aturar. A liberdade de sentir o vento sem as amarras do passado.

Segunda pedalada e começa a acelerar… começa o passado a fugir de nós e nada nos lembra disso nem nada nos preocupa… Apenas queremos seguir em frente e experimentar coisas novas. Continuar a sentir a frescura do vento a arrastar tudo menos nós que o contrariamos e avançamos em direcção ao futuro!

Terceira pedalada e começa a sentir-se um pouco de cansaço mas nada nos pára… nada consegue impedir que sigamos em frente, que para trás fique uma paisagem conhecida para dar alas a uma completamente nova e estranha…

Quarta pedalada e o com o cansaço a tomar conta de nós forçamos a pedalada com uma fúria desejosa de fugir do passado, de cortar o vento que nos empurra de volta e de não parar mas é inútil…

Quinta pedalada e estamos exaustos… estamos a ficar estafados e damos as ultimas pedaladas evitando parar para não voltar para trás… para não sucumbir ao vento que nos empurra de volta a uma paisagem de onde queremos fugir…

Sexta pedalada e quase paramos… o cansaço toma conta de nós e o sofrimento de não conseguir andar para a frente, de não conseguir abandonar o que está para trás assola o nosso espírito e num acto de desespero forçamos mais uma pedalada…

Sétima pedalada e está tudo…. Não conseguimos mais, desistimos de tudo e voltamos para traz a pé, sem pedalar mais, tristes e derrotados por um vento que parecia brisa mas que nos força a voltar para uma paisagem conhecida que já não nos quer aceitar…

E assim tentamos fugir semana após semana de um passado que volta sempre para nos assombrar, de um passado que nos recusa e nos magoa. E assim tento pedalar na bicicleta da vida todas as semanas para fugir de ti e acabo sempre por voltar sabendo que não consigo esquecer mas que também já nunca mais vai acontecer…

Pedalo sem sentido no íngreme monte da vida…

pub: